ESTUDO DA VIABILIDADE DA SUBSTITUIÇÃO DO AGREGADO MIÚDO COMERCIAL POR CHAMOTE DE PORCELANATO NA PRODUÇÃO DE ARGAMASSAS DE ASSENTAMENTO

Autores

  • Ezequiel Breno Rodrigues Reis
  • Claudinei Rezende Calado

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.2176-3070.v15i4a2023.3567

Palavras-chave:

Argamassa, Chamote, Porcelanato, Reciclagem, Resíduo.

Resumo

Diariamente, a construção civil produz um volume considerável de resíduos. A geração, o mal acondicionamento e a disposição final inadequada são processos que afetam a salubridade ambiental e econômica das cidades. O interesse em estudar novas formas sustentáveis de redução e tratamento dos resíduos urbanos gera amplas discussões a respeito de estratégias que auxiliem a cadeia produtiva da construção. Nesse sentido, o presente trabalho analisou o resíduo cerâmico originado no processo de pós-queima das placas de porcelanato, chamado chamote. Foi estudada a viabilidade técnica em se utilizar esse material como substituto do agregado miúdo comercial na confecção de argamassas de assentamento. Para caracterizar física e mecanicamente o material proposto, foram realizados os seguintes ensaios: granulometria dos agregados selecionados, absorção de água, índice de vazios, massa específica e resistência à compressão dos corpos de prova para as idades de cura de 7, 14 e 28 dias. Na sequência, os resultados foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e ao teste de Tukey. A granulometria comprovou que o resíduo de porcelanato possui teor de finos mais elevado que a areia. Os resultados apresentados para os ensaios referentes à absorção de água e índice de vazios mostraram que quanto maior o teor de substituição do agregado, menor é o teor de água absorvida. Quanto à massa específica, ficou verificada pouca alteração nessa propriedade até os 28 dias. Por fim, para os ensaios de compressão, o traço com substituição total da areia pelo resíduo mostrou um ganho de 30% nos valores de resistência à compressão em relação à argamassa de referência. Dessa forma, de acordo com as análises obtidas, verificou-se a possibilidade de substituição de toda a areia pelo chamote de porcelanato, apresentando inclusive ganhos nas propriedades mecânicas e físicas da argamassa no estado endurecido.

Downloads

Publicado

27-12-2023

Como Citar

REIS, Ezequiel Breno Rodrigues; CALADO, Claudinei Rezende. ESTUDO DA VIABILIDADE DA SUBSTITUIÇÃO DO AGREGADO MIÚDO COMERCIAL POR CHAMOTE DE PORCELANATO NA PRODUÇÃO DE ARGAMASSAS DE ASSENTAMENTO. Revista Destaques Acadêmicos, [S. l.], v. 15, n. 4, 2023. DOI: 10.22410/issn.2176-3070.v15i4a2023.3567. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/destaques/article/view/3567. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Ciências Exatas e Tecnológicas