História

A primeira versão do projeto foi apresentada em 2010. As obras, de fato, foram iniciadas em 2012. Especial para a comunidade do Vale do Taquari, o Centro Cultural Univates foi inaugurada em 3 de maio de 2014.

Com cerca de 10 mil metros quadrados de construção, o complexo arquitetônico abriga a Biblioteca Univates, com espaço para até 300 mil livros, e o Teatro Univates, com 1.160 poltronas e 16 espaços para cadeirantes, salas especiais e área de lazer. No teatro, a estrutura moderna permite a realização de todos os tipos de espetáculo. Os projetos cênico e de iluminação do local foram elaborados por uma empresa de São Paulo, responsável pela produção cenotécnica dos maiores e mais renomados teatros do país. Além disso, o espaço conta com camarins individuais e coletivos, coxias, quartelada, urdimentos, varandas de manobra, passarelas de iluminação técnica e doca seca – estrutura presente em poucos teatros do Brasil. Entre os destaques está a estrutura do palco, que conta com boca de cena com 17 metros de largura e 8 metros de altura. O projeto pode ser comparado a grandes teatros do Rio Grande do Sul e do Brasil, sendo preparado para receber espetáculos musicais e de dança. A obra conta, ainda, com telão de cinema para exibição de filmes e para realização de congressos ou de convenções. Todas as cerimônias de formatura e colação de grau da Univates também são realizadas no local. Já a estrutura da Biblioteca foi desenvolvida em concreto com fechamentos em alumínio composto e vidro. O primeiro permite a correta preservação do acervo da radiação solar e o segundo, a iluminação natural nas salas de estudo. A fachada do local conta com duas camadas: entre as duas paredes, em um espaço de 70 centímetros, há um colchão de ar em constante circulação. Isso promoverá a circulação de ar entre os dois planos e a redução da transferência de calor para os ambientes internos. Com diversas características sustentáveis, o prédio pode ser considerado ecologicamente correto.

O funcionamento da biblioteca é automatizado, com sistemas de autoempréstimo e autodevolução de materiais do acervo. Além disso, o local conta com computadores para o atendimento do usuário e para pesquisa ao catálogo, adotando tecnologias mais recentes, como tablets, notebooks e telas touch screen.

O Centro Cultural é localizado entre os Prédios 11 e 16 do câmpus Lajeado. Cerca de 450 pessoas estiveram envolvidas na execução desta grande obra para o Vale do Taquari, espaço que coloca Lajeado na rota dos grandes empreendimentos culturais do Brasil.