PERÍCIA CONTÁBIL: ESTUDO DA QUALIDADE DO TRABALHO DOS PERITOS SOB A ÓTICA DOS MAGISTRADOS DE PRIMEIRO GRAU ATUANTES NA JUSTIÇA CÍVEL DA CIDADE DE PORTO ALEGRE/RS

Guilhermo Adib, Paulo Schmidt

Resumo


Este trabalho buscou avaliar a qualidade do trabalho dos peritos atuantes na Justiça Cível. Portanto, aplicou-se um questionário para identificar a opinião dos juízes de primeiro grau de Porto Alegre/RS. A pesquisa se caracteriza como um estudo quantitativo e descritivo. Se, por um lado os resultados evidenciaram necessidades de melhorias em algumas atividades relacionadas com o trabalho pericial, especialmente nos itens com respostas inferiores a 70% de satisfação dos Magistrados, como foi o caso da objetividade do trabalho do perito, com relação ao uso excessivo de linguagem técnica, à apresentação de forma clara e compreensiva dos cálculos periciais e com relação ao perito exercer papel de julgador, emitindo opinião sobre questões de mérito; por outro, mesmo que as respostas dos magistrados tenham demonstrado que em algumas das variáveis pesquisadas o nível de satisfação merece a atenção dos peritos, o resultado médio geral de satisfação foi de 73,09% para os requisitos de qualidade nos itens que compõem um trabalho pericial. No entanto, de modo geral, a pesquisa identificou que os magistrados classificaram o trabalho pericial com um nível médio de satisfação de 95,16%.

Palavras-chave


Perícia Contábil Judicial; Perito Contador; Qualidade da Perícia Contábil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Guilhermo Adib, Paulo Schmidt

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: