INVESTIGAR NA EDUCAÇÃO BÁSICA: CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA

Mateus Lorenzon, Sabrina Herrmann

Resumo


Neste artigo analisa-se de que modo um projeto de cunho investigativo, desenvolvido com crianças do 3º Ano de uma Escola Municipal de Ensino Fundamental localizada em Arroio do Meio-RS, contribui para o desenvolvimento da Alfabetização Científica dos participantes. O estudo caracteriza-se como um relato de experiência, na qual utiliza-se alguns princípios da pesquisa-ação. O corpus da pesquisa é composto dos registros apresentados no Diário de Aula e da análise de produções das crianças., Para a interpretação, utilizou-se a análise molar (RIERA, 2019). Observou-se que o envolvimento das crianças em um projeto de cunho investigativo permitiu que elas construíssem respostas aceitáveis aos questionamentos propostos. Na avaliação dos alunos participantes, o engajamento nas situações propostas fez com que eles mudassem, de modo autônomo, alguns de seus hábitos. Uma vez que a alfabetização científica pode ser definida uma leitura crítica do meio que estamos inseridos e, consequentemente, a adoção de modos de agir condizentes com a consciência crítica, pode-se perceber que as crianças iniciaram o desenvolvimento da sua Alfabetização Científica.

Palavras-chave


Ensino por Investigação; Alfabetização Científica; Anos Iniciais do Ensino Fundamental.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22410/issn.1983-0378.v41i1a2020.2542

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Mateus Lorenzon, Sabrina Herrmann

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: