‘AULA NOTA 10’ X O ENSINO DE INGLÊS COMO LÍNGUA ADICIONAL EM ESCOLAS PÚBLICAS BRASILEIRAS: DIFERENTES PROPOSTAS DE LETRAMENTO

Ana Luiza Pires de Freitas

Resumo


Este artigo tece uma análise crítica de situações de letramento em ensino e aprendizagem de inglês como língua adicional (LA) no Brasil, cotejando com a obra de Doug Lemov, “Aula Nota 10” (2010). Para tanto, parte-se de uma problematização de noções centrais da publicação acerca do que possa ser entendido por sucesso em situações de ensino e aprendizagem pela perspectiva de alguns trabalhos em Linguística Aplicada. Apresenta-se um breve panorama do contexto de ensino de inglês como LA nas escolas públicas brasileiras. Por fim, sugerem-se algumas alternativas entendidas como possíveis e distintamente significativas em termos de experiências de ensino bem-sucedidas, a fim de promover o estímulo ao pensamento crítico dos aprendizes.

Palavras-chave


Ensino e Aprendizagem. Letramento. Inglês como LA. Escolarização.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2017 Ana Luiza Pires de Freitas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: