FORMAÇÃO DOCENTE NA POLITECNIA: A INTERDISCIPLINARIDADE NOS PROJETOS DE VIDA

Everton Bedin, José Claudio Del Pino

Resumo


Este artigo apresenta resultados de uma investigação que buscou entender e refletir a interdisciplinaridade a partir de concepções discentes à luz dos Projetos de Vida na politecnia na reestruturação curricular no Ensino Médio gaúcho. A metodologia abordada foi de cunho investigativo-exploratório, tratando-se de um estudo de caso etnográfico. Os dados foram coletados por meio de cinco afirmações inseridas pelo professor na rede e por diário de bordo no desenvolver das atividades em sala de aula. A análise desses dados ocorreu de forma qualitativa (observação) e de forma quantitativa (escala de Likert). O presente estudo constatou que, apesar de a reestruturação curricular no Ensino Médio pressupor atividades de cunho interdisciplinar, e os professores buscarem desenvolvê-las, fazem-se necessários disposição, compromisso e dedicação por parte dos estudantes, assim como tempo e infraestrutura para que os professores possam planejar as atividades em conjunto. Destarte, a ação deste estudo indica a iniciativa e o incentivo dos professores em buscar a construção de Projetos de Vida de forma a integrar o saber científico no contexto sociocultural, via intercâmbio dos saberes no viés da reestruturação curricular e da inserção da politecnia, desenvolvendo competências e habilidades necessárias e pertinentes às ações e aos processos que moldam os contextos cultural, científico e social de cada um.

Palavras-chave


olitecnia. Interdisciplinaridade. Discentes. Currículo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Everton Bedin, José Claudio Del Pino

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: