Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/2538
Title: Estudo da influência do avanço e da diluição de fluido biolubrificante isento de óleos na rugosidade no torneamento do aço inox AISI 304
Authors: Antes, Regis Heitor
Keywords: Rugosidade;Usinagem;Torneamento;Parâmetros de corte;Roughness;Machining;Turning;Cut parameters
Date of Defense: 28-Jun-2019
Issue Date: Jun-2019
Citation: ANTES, Regis Heitor. Estudo da influência do avanço e da diluição de fluido biolubrificante isento de óleos na rugosidade no torneamento do aço inox AISI 304. 2019. Monografia (Graduação em Engenharia Mecânica) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 28 jun. 2019. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/2538.
Abstract: No processo de torneamento há diversas variáveis de saída, sendo a rugosidade uma delas. A rugosidade pode ser definida com ressaltos e reentrâncias microgeometricos na peça. Padrões de rugosidade tem sido profundamente estudados, pois possuem interferência direta no acabamento visual e no acoplamento de peças. No torneamento a velocidade de corte, velocidade de avanço, profundidade de corte e o fluido refrigerante são variáveis de entrada do processo de torneamento e possuem uma grande influência sobre esta variável de saída, devido a isto, devem ser analisadas de forma independente para que se consiga definir a influência de cada um deles sobre a rugosidade. Para verificar esta influência, realizou-se um experimento fatorial bk, onde foram analisados todas as possibilidades de combinação entre as duas variáveis de entrada estudadas,sendo coletados 64 dados em 16 corpos de prova. Foram usados 4 níveis de velocidade de avanço, 0,12 mm/rot, 0,15 mm/rot, 0,18 mm/rot e 0,21 mm/rot e 4 níveis da diluição do fluido de corte, usando 1 L de fluido em 8 L de água, 1 L de fluido em 10 L de água, 1 L de fluido em 12 L de água e 1 L de fluido em 14 L de água. Após a análise dos dados concluiu-se então que uma maior quantidade de fluido de corte diluído na água não garante um menor grau de rugosidade pois foi com a diluição de 1 L de fluido em 14 L de água e com avanço 0,12 mm/rot que se obteve os menores graus de rugosidade. Concluiu-se também que a velocidade de avanço tem maior influência na rugosidade do que o fluido lubrirrefrigerante.
In turning process it has several output variables, one of them are the roughness. Surface roughness is the output variable studied in this process, and can be defined how microgeometric peaks and valleys on piece. Roughness pattern have been studied a lot, because the interference on the surface finish and the parts coupling. On turning process, the cut velocity, the advance velocity, the cut depth and the coolant are entrance variables of the turning process and have a big influence on the part superficial roughness, so is necessary to evaluate the influence of the entrance variables one by one. To verify the influence of the entrance variables, a fatorial bk were maded, all the possibilities of combination were analized and collected 64 data in 16 specimens. Were used 4 levels of advance velocity, 0,12 mm/rot, 0,15 mm/rot, 0,18 mm/rot and 0,21 mm/rot and the cooling were prepared in 4 diferent dilutions,1 liter from coolant in 8 liters from water, 1 liter from coolant in 10 liters from water, 1 liter from coolant in 12 liters from water and 1 liter from coolant in 14 liters from water. Analysing the date, were possible to concluse that greater amount of coolant, dont assure low roughness, because the less roughness degrees was obtained with the dilution 1 liter from coolant to 14 liter and the advance velocity 0,12 mm/rot. One more conclusion was that the advance velocity have more influence at the roughness than coolant.
URI: http://hdl.handle.net/10737/2538
Appears in Collections:Engenharia Mecânica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019RegisHeitorAntes.pdf1,48 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons