Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/867
Title: Reaproveitamento de resíduos da indústria moveleira para aplicação em novos produtos de mobiliário
Authors: Wildner, Marcus Vinícius
Keywords: Design;Reaproveitamento de MDF;Argamassa;Indústria moveleira
Date of Defense: Jun-2015
Issue Date: 28-Dec-2015
Citation: WILDNER, Marcus Vinícius. Reaproveitamento de resíduos da indústria moveleira para aplicação em novos produtos de mobiliário. 2015. Monografia (Graduação em Design) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, jun. 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/867.
Abstract: As indústrias moveleiras são grandes geradoras de resíduos sólidos, entre eles, os resíduos do processamento das chapas de MDF, MDP e HDF, que são descartados de forma incorreta ou queimados em olarias, resultando na emissão de gases tóxicos devido à presença de resinas no material. Atualmente há uma maior preocupação acerca da escassez das matérias-primas em um futuro próximo e, para isso, deve-se utilizar alguns recursos para diminuir os impactos ao meio ambiente. O ecodesign surge como alternativa, onde o produto é projetado pensando em todas as fases: de produção, de uso e descarte, para que gere o menor impacto possível. Assim posto, o objetivo deste trabalho consistiu em desenvolver um novo material utilizando os resíduos da indústria de mobiliário com possibilidade de aplicação pela mesma. Por meio de um levantamento de dados em uma empresa moveleira de Arroio do Meio – RS, foram identificados os principais tipos de resíduos que foram tratados quimicamente e após misturados ao cimento, agregado miúdo e água. Foram elaborados diversos traços com a substituição do agregado miúdo pelo resíduo de MDF, nas proporções de 3%, 5%, 10%, 15% e 25%. Os corpos de prova foram submetidos aos ensaios de absorção de água por capilaridade, resistência a compressão e tração na flexão. Após uma análise dos resultados e escolhido o melhor material compósito, um conjunto de peças modulares em relevo e formato hexagonal foi criado para aplicação em produto mobiliário, dando um destino ecologicamente sustentável ao resíduo.
The furniture industries are large scale solid waste producers, as example, the solid waste generated from MDF, MDF and HDF’s plate processing, which are dumped incorrectly or burned at brickyards, resulting in toxic gas emission due to the presence of residues in the material. Nowadays, there is a greater concern upon the shortage of raw materials in a near future, therefore, is must be used some resources to diminish environment harm. The ecodesign emerges as an alternative, in which the product is projected considering all the stages of the process: production, use and discard, so the probability at reducing the environmental impact is bigger. Therefore, the purpose of this work consisted in developing a new material using the furniture industrial waste, considering the direct use of those solid wastes by the mentioned industry itself. By data raising in a furniture firm at Arroio do Meio – RS, were identified the main kinds of wastes, chemically treated, and after mixed to cement, lint aggregate and water. Several traces with the replacement of lint aggregate by MDF waste were elaborated, considering the proportions of 3%, 5%, 10%, 15% and 25%. The trial bodies were submitted to water absorption by capillarity, compression resistance and flexural strength tests. After analyzed the results and chosen the best composite material, a set of hexagonal and embossed modular pieces was created in order to use in a furniture product, granting an ecologically sustainable destination to the solid waste.
URI: http://hdl.handle.net/10737/867
Appears in Collections:Design

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015MarcusViniciusWildner.pdf6,15 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons