O EFEITO DA ARRECADAÇÃO tributária E DO PIB NO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO (IDESE) DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Autores

  • Ronaldo João Gaieski Pós-graduando na Fundação Getúlio Vargas, polo MEB - Passo Fundo/RS.
  • Tadeu Grando Doutorando em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS. Docente na Universidade de Passo Fundo - UPF.
  • Vanessa de Quadros Martins Doutoranda em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS.
  • Suelen Corrêa Mestre em Administração pela Faculdade Meridional - IMED. Docente na Universidade de Passo Fundo - UPF.
  • Antônio Carlos Brunozi Junior Doutor em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS. Docente na Universidade Federal de Viçosa - Campus de Rio Paranaíba - UFV.

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-036X.v24i3a2017.1382

Palavras-chave:

IDESE, Arrecadação, Municípios

Resumo

O maior desafio para todo e qualquer governante é proporcionar o bem-estar da população, atendendo suas necessidades por meio da adequada gestão dos recursos públicos. Assim, este estudo teve por objetivo analisar se o nível de arrecadação e o PIB interferem no Índice de Desenvolvimento Socioeconômico nos municípios do estado do Rio Grande do Sul. A amostra foi constituída por 496 municípios gaúchos, com 2.480 observações referentes ao período entre 2009 e 2013. Configurou-se, para a investigação do objetivo central do estudo, uma análise de regressão linear múltipla pelo método dos mínimos quadrados ordinários, com dados em painel com efeitos aleatórios. Os resultados do estudo demonstram que o nível de arrecadação e o PIB afetam positivamente o IDESE. Quanto à arrecadação, pode-se inferir que a cada 1% de crescimento no nível arrecadado tem-se 0,11% de melhora no IDESE. Para o PIB, a cada 1% de crescimento no PIB do município, ocorre uma melhoria de 0,06% no IDESE. Com isso, percebe-se que os municípios que mais arrecadam e que possuem maior riqueza proporcionam aos seus cidadãos uma maior qualidade de vida, por meio da oferta de melhores serviços públicos, beneficiando a população.

Biografia do Autor

Ronaldo João Gaieski, Pós-graduando na Fundação Getúlio Vargas, polo MEB - Passo Fundo/RS.

Pós-graduando em nível de especialização MBA em Gestão Financeira: Controladoria e Auditoria pela Fundação Getúlio Vargas - FGV.

Downloads

Publicado

28-12-2017

Como Citar

GAIESKI, Ronaldo João; GRANDO, Tadeu; MARTINS, Vanessa de Quadros; CORRÊA, Suelen; BRUNOZI JUNIOR, Antônio Carlos. O EFEITO DA ARRECADAÇÃO tributária E DO PIB NO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO (IDESE) DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Revista Estudo & Debate, [S. l.], v. 24, n. 3, 2017. DOI: 10.22410/issn.1983-036X.v24i3a2017.1382. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/estudoedebate/article/view/1382. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos