CAPITAL HUMANO E GERAÇÃO DE INOVAÇÃO: UMA ANÁLISE PARA PAÍSES EM DIFERENTES NÍVEIS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO

Autores

  • Fabio Gama UFJF
  • Suzana Bastos UFJF
  • Guilherme Cardoso UFMG

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-036X.v26i4a2019.2167

Palavras-chave:

capital humano, inovação, desenvolvimento.

Resumo

A partir da ideia da Teoria do Crescimento Endógeno (Lucas) e do Desenvolvimento Econômico de Schumpeter o presente artigo objetivou verificar a relação entre capital humano (nível de educação) e empresário schumpeteriano (geração de inovação) para 43 países no período de 2000 a 2012. Para tanto, estima-se um modelo de dados em painel, tendo os depósitos de patentes como variável dependente, capital humano como variável explicativa de interesse e Gasto Bruto em P&D, Investimento Estrangeiro Direto, Força de Trabalho e Poupança Bruta como variáveis de controle. Os resultados indicam que o capital humano (nível de educação) impacta positivamente na produção de inovações (patentes) dos países tecnologicamente desenvolvidos. Por outro lado, para os países tecnologicamente subdesenvolvidos, o coeficiente de educação mostra-se não significativo e próximo de zero na regressão. Além disso, as evidências indicam que em média, os países tecnologicamente desenvolvidos têm maior nível de PIB per capita, e o crescimento do produto é positivamente correlacionado com o crescimento de patentes.

Biografia do Autor

Fabio Gama, UFJF

Doutor em economia Pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Suzana Bastos, UFJF

Professora Dra do PPGE/UFJF e Bolsista de Produtividade Cnpq.

Guilherme Cardoso, UFMG

Doutorando em economia Pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Downloads

Publicado

20-12-2019

Como Citar

GAMA, Fabio; BASTOS, Suzana; CARDOSO, Guilherme. CAPITAL HUMANO E GERAÇÃO DE INOVAÇÃO: UMA ANÁLISE PARA PAÍSES EM DIFERENTES NÍVEIS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO. Revista Estudo & Debate, [S. l.], v. 26, n. 4, 2019. DOI: 10.22410/issn.1983-036X.v26i4a2019.2167. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/estudoedebate/article/view/2167. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos