DIFERENCIAIS DE RENDIMENTOS DO TRABALHO NA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA: UMA ABORDAGEM POR REGRESSÕES QUANTÍLICAS

Autores

  • Luís Abel da Silva Filho Professor Adjunto do Departamento de Economia da Universidade Regional do Cariri - URCA
  • Edicléia de Oliveira Silva Universidade Regional do Cariri - URCA
  • Bruno César Brito Miyamoto Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – IFRS; Bacharel em Administração pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Mestre e Doutor em Desenvolvimento Econômico pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP.

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-036X.v27i2a2020.2558

Resumo

As transformações registradas na agropecuária brasileira nos últimos anos foram substancialmente elevadas, no que diz respeito às formas de produção vis-à-vis às de trabalho. Assim sendo, este artigo visa analisar os diferenciais de rendimentos do trabalho na agropecuária brasileira – a partir dos efeitos das características socioeconômicas e demográficas dos ocupados, bem como do perfil dos postos de trabalho – ao longo da distribuição condicional dos salários. Recorreu-se a uma análise empírica, a partir do uso de Regressões Quantílicas, e o uso dos microdados da Relação Anual de Informações Sociais – RAIS da secretaria da previdência social e emprego do Ministério da Economia – ME. Os resultados mostram que os efeitos das características socioeconômicas e demográficas dos ocupados impactam sobre os rendimentos do trabalho ao longo de toda a distribuição condicional dos salários e em todos os anos em apreço.

Biografia do Autor

Luís Abel da Silva Filho, Professor Adjunto do Departamento de Economia da Universidade Regional do Cariri - URCA

Bacharel, Mestre e Doutor em Economia: DOUTOR em CIÊNCIAS ECONÔMICAS pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas - IE-UNICAMP; MESTRE em ECONOMIA pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN; BACHAREL em CIÊNCIAS ECONÔMICAS pela Universidade Regional do Cariri - URCA; é PROFESSOR do Departamento de Economia da Universidade Regional do Cariri - URCA. Foi Bolsista Assistente de Pesquisa III do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA (Pesquisador Visitante de fevereiro de 2014 a fevereiro de 2015); Vencedor do Prêmio BNB de Economia 2015 (categoria melhor Artigo); Vencedor do prêmio no VII Encontro Pernambucano de Economia 2018 (2º Lugar na Área de Economia Pernambucana); é Líder do Laboratório de Estudos Avançados em Economia Contemporânea Aplicada - LAEC - CNPq. Possui várias publicações em periódicos relevantes nacionais e internacionais (Quális CAPES); tem vários artigos publicados em Anais de congressos nacionais e internacionais; Desenvolve pesquisas em Economia do Trabalho e Demografia Econômica, Economia Regional, Economia Agrícola, Economia Internacional e Economia do Setor Público, sendo que em todas essas áreas constam trabalhos publicados em periódicos conceituados pela CAPES.

Edicléia de Oliveira Silva, Universidade Regional do Cariri - URCA

Bacharela em Economia pela Universidade Regional do Cariri – URCA.

Bruno César Brito Miyamoto, Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – IFRS; Bacharel em Administração pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Mestre e Doutor em Desenvolvimento Econômico pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP.

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – IFRS; Bacharel em Administração pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Mestre e Doutor em Desenvolvimento Econômico pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP.

Downloads

Publicado

07-07-2020

Como Citar

DA SILVA FILHO, Luís Abel; SILVA, Edicléia de Oliveira; MIYAMOTO, Bruno César Brito. DIFERENCIAIS DE RENDIMENTOS DO TRABALHO NA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA: UMA ABORDAGEM POR REGRESSÕES QUANTÍLICAS. Revista Estudo & Debate, [S. l.], v. 27, n. 2, 2020. DOI: 10.22410/issn.1983-036X.v27i2a2020.2558. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/estudoedebate/article/view/2558. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos