DA SMART GOVERNANCE ÀS SMART CITIES. REFLEXÕES COMPARATIVAS SOBRE O CAMINHO TRILHADO E O FUTURO DESEJADO COM BASE NO EXEMPLO DE DUAS CIDADES PORTUGUESAS

Autores

  • Ireneu de Oliveira Mendes Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas – Universidade de Lisboa / Faculdade de Direito – Universidade de Coimbra http://orcid.org/0000-0001-7130-1650
  • Pedro Miguel Alves Ribeiro Correia Centro de Administração e Políticas Públicas (CAPP) - ULisboa http://orcid.org/0000-0002-3111-9843
  • Alexandre Dias Carreiro Santos Serra Faculdade de Direito – Universidade de Coimbra

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-036X.v28i3a2021.2961

Palavras-chave:

smart cities, smart governance, smart mobility, sustentabilidade

Resumo

O conceito de smart city surgiu na cidade de Amsterdão e está cada vez mais dissipado por todo o mundo. As smart cities assumem-se cada vez mais fundamentais para as novas realidades que o planeta enfrenta, quer ao nível de sustentabilidade, das tecnologias de informação e comunicação (TIC), como de muitos outros setores. Neste artigo, pretende-se demonstrar a importância do conceito smart governance no desenvolvimento das smart cities. Como metodologia, desenvolveram-se duas entrevistas: uma primeira a um chefe de gabinete do município de Coimbra, e uma segunda a um vereador do município de Aveiro, de forma a proceder-se a um estudo comparado entre estas duas cidades e as cidades de Lisboa e Amsterdão. Com base nas entrevistas realizadas, retiraram-se análises distintas de duas cidades em momentos distintos, com velocidades evolutivas distintas: Aveiro, uma cidade de notável evolução tecnológica, não só a nível universitário, mas também ao nível camarário, através do desenvolvimento de projetos de grande dimensão e de potencial fortemente inovador. Por outro lado, Coimbra, uma cidade histórica, situada no centro litoral de Portugal, que apenas nos últimos anos tem começado a acompanhar estas mudanças prementes.

Biografia do Autor

Ireneu de Oliveira Mendes, Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas – Universidade de Lisboa / Faculdade de Direito – Universidade de Coimbra

Professor Auxiliar Convidado – Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas – Universidade de Lisboa e Assistente Convidado na Faculdade de Direito – Universidade de Coimbra.

Pedro Miguel Alves Ribeiro Correia, Centro de Administração e Políticas Públicas (CAPP) - ULisboa

Doutoramento em Ciências Sociais (Especialidade em Administração Pública), Universidade Técnica de Lisboa (UTL) Licenciatura em Direito, Universidade de Lisboa (FDUL) Licenciatura em Estatística de Gestão de Informação, Universidade Nova de Lisboa (NOVA) Vice-Presidente e Investigador Integrado do Centro de Administração e Políticas Públicas (CAPP), ISCSP-ULisboa Investigador Colaborador do Centro Interdisciplinar de Estudos de Género (CIEG), ISCSP-ULisboa Colaborador Estrangeiro do Grupo de Pesquisa em Administração da Justiça, Universidade de Brasília Coordenador do Observatório Nacional de Administração Pública (ONAP), ISCSP-ULisboa Consultor para a Área de Planeamento e Política Legislativa da Direção-Geral da Política de Justiça (DGPJ) do Ministério da Justiça de Portugal

Alexandre Dias Carreiro Santos Serra, Faculdade de Direito – Universidade de Coimbra

Monitor na Faculdade de Direito – Universidade de Coimbra; Mestrando em Administração Público-Privada na Faculdade de Direito – Universidade de Coimbra.

Downloads

Publicado

14-10-2021

Como Citar

MENDES, Ireneu de Oliveira; CORREIA, Pedro Miguel Alves Ribeiro; SERRA, Alexandre Dias Carreiro Santos. DA SMART GOVERNANCE ÀS SMART CITIES. REFLEXÕES COMPARATIVAS SOBRE O CAMINHO TRILHADO E O FUTURO DESEJADO COM BASE NO EXEMPLO DE DUAS CIDADES PORTUGUESAS. Revista Estudo & Debate, [S. l.], v. 28, n. 3, 2021. DOI: 10.22410/issn.1983-036X.v28i3a2021.2961. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/estudoedebate/article/view/2961. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos