ANÁLISE COMPARATIVA DE QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DE QUEIJOS TIPO COLONIAL COM E SEM INSPEÇÃO SANITÁRIA DO VALE DO TAQUARI – RS, BRASIL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-036X.v29i3a2022.3080

Palavras-chave:

Boas práticas de fabricação, lácteos, bactérias patogênicas.

Resumo

O queijo colonial, típico dos estados do sul do Brasil, pode ser uma grande fonte de contaminação microbiológica, principalmente se o leite utilizado para a sua fabricação não for pasteurizado, propiciando a proliferação de diversas bactérias patogênicas. Deste modo, o presente estudo teve por objetivo realizar a análise microbiológica comparativa entre queijos do tipo colonial com e sem inspeção sanitária, tendo como parâmetros o estipulado na legislação brasileira. Foram coletadas 12 amostras de queijo colonial, sendo 6 com inspeção (3 com inspeção federal SIF e 3 com inspeção estadual CISPOA) e 6 sem inspeção sanitária, adquiridas em supermercados e diretamente com o produtor rural, no Vale do Taquari – RS. Como resultado, obteve-se ausência de Salmonella spp. e Listeria monocytogenes em todas as amostras. A contagem de Staphylococcus coagulase positiva esteve dentro dos limites estabelecidos pela legislação brasileira em todas as amostras inspecionadas, enquanto 66,66% das amostras não inspecionadas estavam em desacordo. Para coliformes a 45 °C, as amostras com inspeção sanitária apresentaram contagem inferior ao limite estabelecido pela legislação brasileira, enquanto 100% das amostras sem inspeção estavam em desacordo. O estudo demonstrou uma significativa diferença na qualidade microbiológica entre queijos coloniais com e sem inspeção sanitária. Todos os queijos com inspeção sanitária se apresentaram dentro dos limites estabelecidos pela legislação brasileira, enquanto todas as amostras de queijos não inspecionados estavam impróprias para o consumo humano. Concluiu-se que as boas práticas de fabricação e higiene, principais focos da inspeção sanitária, são essenciais para que se tenha um produto de qualidade microbiológica.

Biografia do Autor

Daiana Caroline Eichler, Graduada em Ciências Biológicas (Bacharelado), na Universidade do Vale do Taquari- Univates.

Graduada em Ciências Biológicas (Bacharelado), na Universidade do Vale do Taquari- Univates.

Mônica Jachetti Maciel, Universidade do Vale do Taquari- Univates

Área de Ciências da Vida e do Curso de Medicina Programa de Pós-Graduação em Sistemas Ambientais Sustentáveis (PPGSAS), Universidade do Vale do Taquari- Univates.

Downloads

Publicado

07-10-2022

Como Citar

EICHLER, Daiana Caroline; MACIEL, Mônica Jachetti. ANÁLISE COMPARATIVA DE QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DE QUEIJOS TIPO COLONIAL COM E SEM INSPEÇÃO SANITÁRIA DO VALE DO TAQUARI – RS, BRASIL. Revista Estudo & Debate, [S. l.], v. 29, n. 3, 2022. DOI: 10.22410/issn.1983-036X.v29i3a2022.3080. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/estudoedebate/article/view/3080. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos