MODERNIZAÇÃO AGRÍCOLA NOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO DO MATOPIBA

Autores

  • Maria Larissa Bezerra Batista Universidade Regional do Cariri
  • Janaína da Silva Alves Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Christiane Luci Bezerra Alves Universidade Regional do Cariri - URCA
  • Diego de Maria Andre Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-036X.v29i3a2022.3095

Palavras-chave:

Modernização Agrícola, MATOPIBA, Análise Fatorial

Resumo

A modernização agrícola pode ser entendida como a reestruturação na base técnica da categoria, isto é, na crescente utilização de matérias-primas e métodos de produção modernos, a exemplo dos fertilizantes e corretivos do solo, como também na intensificação do uso de maquinários. O MATOPIBA é uma região formada pelos municípios fronteiriços dos estados do Maranhão (MA), Tocantins (TO), Piauí (PI) e Bahia (BA). A mesma é apontada, na literatura, como a última fronteira agrícola do país. A problemática desse trabalho diz respeito à necessidade de entender como ocorreu a modernização agrícola dessa região. Com base nisso, o objetivo dessa pesquisa é estudar o processo de modernização agrícola no MATOPIBA. Para isso, a metodologia empregada consiste na aplicação da Análise Fatorial (AF). Os resultados encontrados indicaram a presença de sete fatores, que, conjuntamente, explicam 81,84% da variância total dos dados originais, nomeados, respectivamente, de intensivo em capitalização da atividade agrícola, intensivo em exploração do fator terra, intensivo em máquinas e implementos agrícolas tradicionais, intensivo em relação capital-trabalho e práticas extensionistas, intensivo em utilização de agrotóxicos na atividade agrícola, intensivo em tecnologia por terra explorada, e intensivo em capitalização em relação a mão de obra e aspecto de infraestrutura. Além disso, 58,16% dos municípios estão classificados no grau baixo de modernização agrícola. Portanto, é possível concluir que a região, como um todo, ainda não pode ser considerada como possuindo uma agricultura altamente mecanizada, tendo em vista que não existe a utilização de forma acentuada de instrumentos e insumos modernos nos estabelecimentos agropecuários.

Biografia do Autor

Maria Larissa Bezerra Batista, Universidade Regional do Cariri

Mestre em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) Pesquisadora do Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Meio Ambiente, Território, Trabalho e Sustentabilidade - MATTAS

Janaína da Silva Alves, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Doutora em Economia pela Universidade Federal do Pernambuco (UFPE); Professora do Curso de Economia da UFRN.

Christiane Luci Bezerra Alves, Universidade Regional do Cariri - URCA

Doutora em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Professora Associada do Curso de Economia da Universidade Regional do Cariri (URCA). Pesquisadora do Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Meio Ambiente, Território, Trabalho e Sustentabilidade - MATTAS

Diego de Maria Andre, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutor em Economia pela UFC; Professor do Curso de Economia da UFRN.

Downloads

Publicado

07-10-2022

Como Citar

BATISTA, Maria Larissa Bezerra; ALVES, Janaína da Silva; ALVES, Christiane Luci Bezerra; ANDRE, Diego de Maria. MODERNIZAÇÃO AGRÍCOLA NOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO DO MATOPIBA. Revista Estudo & Debate, [S. l.], v. 29, n. 3, 2022. DOI: 10.22410/issn.1983-036X.v29i3a2022.3095. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/estudoedebate/article/view/3095. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos