ANÁLISE DA TRANSIÇÃO FLORESTAL NA AMAZÔNIA LEGAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-036X.v30i2a2023.3395

Palavras-chave:

Amazônia. Amazônia Legal, Teoria da Transição Florestal, Desmatamento

Resumo

A Teoria da Transição Florestal (TTF) busca analisar o fenômeno de longo prazo no qual o declínio da área de florestas é substituído pela regeneração florestal, tendo-se assim uma curva de TTF com formato semelhante a um “U”. Essas mudanças na cobertura florestal estão relacionadas a alocação ótima do uso da terra pelos agentes, que pode ser afetada por políticas, falhas de mercado e fatores externos. Desta forma, utilizou-se do modelo de dados em painel para identificar os principais fatores determinantes nas mudanças da proporção de área florestal para os municípios da Amazônia Legal no período de 2005 a 2020. Para isso, verificou-se diferentes indicadores demográficos, econômicos e de políticas ambientais. Os resultados obtidos pela pesquisa indicam que os indicadores de PIB per capita provocam, a longo prazo, uma contribuição com o aumento da proporção florestal, enquanto a densidade demográfica, a proporção de PIB agrícola e o valor médio de multas são negativamente relacionados com as áreas florestais. Verificou-se, portanto, a possibilidade de uma curva em formato de “U” como indicado pela TTF.

Biografia do Autor

Lucas Morales, Universidade Federal de São Carlos

Bacharel em ciências econômicas pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar.

Cassiano Bragagnolo, Universidade Federal de São Carlos

Doutor em Economia Aplicada pela Universidade de São Paulo - USP Professor do departamento de Economia da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

14-07-2023

Como Citar

MORALES, Lucas; BRAGAGNOLO, Cassiano. ANÁLISE DA TRANSIÇÃO FLORESTAL NA AMAZÔNIA LEGAL. Revista Estudo & Debate, [S. l.], v. 30, n. 2, 2023. DOI: 10.22410/issn.1983-036X.v30i2a2023.3395. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/estudoedebate/article/view/3395. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos