A ERGONOMIA COGNITIVA NA VIDA DO TRABALHADOR

Autores

  • Eduardo Wagner Santos de Araújo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, DIATINF.
  • Marli de Fátima Ferraz da Silva Tacconi Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, DIATINF.

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-036X.v30i4a2023.3511

Palavras-chave:

Ergonomia Cognitiva, Trabalho Mental, Estresse, Valorização Profissional

Resumo

Este estudo tem como objetivo compreender como aspectos ergonômicos cognitivos influenciam na vida de um grupo de trabalhadores do Estado do Rio Grande do Norte. A metodologia utilizada na pesquisa foram os métodos exploratório e descritivo, além da utilização de análise descritiva e de cluster. Contou com a participação de 160 pessoas, de diversas idades, tanto de empresas privadas como de instituições públicas. Foi aplicado um questionário com 20 questões objetivas e duas de caráter discursivo. Constatou-se que a faixa etária que mais sofre com problemas cognitivos está entre 30 e os 39 anos; a maioria dos participantes não sofre problemas físicos ou psicológicos devido ao trabalho, mas não são os únicos provedores do lar; os trabalhadores de organizações com fins lucrativos estão mais expostos ao risco psicológico. O grupo de trabalhadores que utilizam com maior intensidade aspectos como atenção, memória e concentração para executar as suas atividades laborais, tende a apresentar um maior nível de fadiga ao final do expediente, com maior nível estresse no trabalho e um menor nível de satisfação geral com o trabalho. Partindo dessa perspectiva, empresas privadas e instituições públicas devem caminhar na direção de trabalhar a ergonomia cognitiva, para melhorar a qualidade de vida de seus trabalhadores, exercendo sua valorização, gerando uma maior produtividade.

Biografia do Autor

Eduardo Wagner Santos de Araújo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, DIATINF.

Graduado em Gestão Pública pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte - IFRN.

Marli de Fátima Ferraz da Silva Tacconi, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, DIATINF.

Doutorado em Administração, graduação em Administração, mestrado em Engenharia de Produção.

Downloads

Publicado

20-12-2023

Como Citar

ARAÚJO, Eduardo Wagner Santos de; TACCONI, Marli de Fátima Ferraz da Silva. A ERGONOMIA COGNITIVA NA VIDA DO TRABALHADOR. Revista Estudo & Debate, [S. l.], v. 30, n. 4, 2023. DOI: 10.22410/issn.1983-036X.v30i4a2023.3511. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/estudoedebate/article/view/3511. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos