EM QUE TEMPO ESTAMOS? DESIGUALDADES QUE MARCAM A ESCOLA PÚBLICA BRASILEIRA

Autores

  • Evelin Albert Universidade Federal de São Paulo
  • Gustavo Alves IFSP
  • Maria Beatriz Fernandes IFSP
  • Renata Cristina Queiroz Rodrigues Souza IFSP
  • Isabelly Vieira da Silva IFSP

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-0378.v44i2a2023.3580

Palavras-chave:

Escola básica, Escola brasileira, Censo escolar, Desigualdade.

Resumo

Este artigo, resultado de um estudo realizado na disciplina “Organização e Políticas da Educação no Brasil” no curso de Licenciatura em Ciências Biológicas do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), teve por objetivo ler e interpretar os dados atuais sobre a escolarização brasileira. A proposta foi debater os resultados do Censo Escolar de 2021, publicados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), e, a partir disso, traçar caminhos possíveis para a escola pública brasileira. Os dados foram analisados com ajuda do software Statistical Package for the Social Sciences. Os resultados apontam que diversas desigualdades marcam a educação brasileira, tornando-a mais distante para a população negra, comunidades com baixa renda e para as mulheres. Faz-se necessário, assim, ampliar as políticas públicas no intuito de aumentar o número de vagas nas escolas, garantir a permanência dos estudantes e atentar-se para a infraestrutura dessas instituições, além de fomentar discussões de gênero, diversidade e desigualdade.

Biografia do Autor

Evelin Albert, Universidade Federal de São Paulo

Doutoranda em educação pela Universidade de São Paulo, Mestre em Educação pela Puc, Mestre em Ciências da Educação pela Universidade de Lisboa, Especialista em Psicopedagogia, e Motricidade Infantil e Graduada em Pedagogia.

Downloads

Publicado

29-12-2023

Como Citar

ALBERT, Evelin; ALVES, Gustavo; FERNANDES, Maria Beatriz; SOUZA, Renata Cristina Queiroz Rodrigues; SILVA, Isabelly Vieira da. EM QUE TEMPO ESTAMOS? DESIGUALDADES QUE MARCAM A ESCOLA PÚBLICA BRASILEIRA. Revista Signos, [S. l.], v. 44, n. 2, 2023. DOI: 10.22410/issn.1983-0378.v44i2a2023.3580. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/signos/article/view/3580. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos