DISPOSITIVOS DIDÁTICOS NO ENSINO E NA APRENDIZAGEM DE GÊNEROS TEXTUAIS E DA LEITURA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-0378.v44i2a2023.3581

Palavras-chave:

dispositivo didático, sequência didática, circuito mínimo de atividades

Resumo

Neste artigo, abordamos a Sequência Didática (SD) e o Circuito Mínimo de Atividades (CMA) como dispositivos didáticos essenciais para o ensino e a aprendizagem de gêneros textuais e leitura, respectivamente. Baseados nos estudos de didática do francês como língua materna conduzidos pelo Grupo de Pesquisa pela Análise do Francês Ensinado (GRAFE), fazemos uma síntese dos fundamentos teórico-metodológicos que sustentam a SD, apresentando respostas a nove questões que frequentemente surgem nos contextos de ensino e pesquisa no Brasil, como: Por que tomar os gêneros textuais como objetos de ensino na SD? (2) A SD faz referência às práticas sociais? (3) Ela está baseada em projetos comunicativos? (4) Ela prevê uma avaliação processual e coparticipativa? e (5) ela ocupa o papel de protagonista em sala de aula? Além disso, descrevemos o CMA – um dispositivo didático compacto e flexível concebido para estimular o desenvolvimento das capacidades de compreensão em leitura de textos narrativos –, discorrendo igualmente a respeito de seus pressupostos teórico-metodológicos e das fases em torno das quais se organiza. Por fim, destacamos as semelhanças e as diferenças entre esses dois dispositivos didáticos.

Biografia do Autor

Márcia Andréa Almeida de Oliveira, Universidade Federal do Pará

Professora adjunta da Universidade Federal do Pará, atuando na graduação em Letras (Licenciatura Língua Portuguesa) e no programa de pós-graduação ProfLetras. Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade de Campinas, com estágio doutoral na Universidade de Genebra, pós-doutora (visitante) na Universidade de Harvard (HGSE) (2018-2019) e pesquisadora convidada na Universidade de Genebra, no âmbito do GRAFE (2022-2023). Mestre em Letras: Linguística e Teoria Literária pela Universidade Federal do Pará. Graduação em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e Língua Inglesa) pela Universidade Federal do Pará e em Pedagogia pela Universidade do Estado do Pará. Coordenadora do grupo de pesquisa LED (Literacia e Engenharia Didática), do projeto de extensão Literacia: mudando vida para além das palavras e do projeto de pesquisa A formação de especialista em literacia e seu impacto no desenvolvimento da leitura, escrita e oralidade de alunos do Ensino Fundamental. Tem experiência na área de Linguística, Linguística Aplicada e Didática das Línguas, atuando principalmente nos seguintes temas: literacia, didatização de gêneros textuais, gestos didáticos/profissionais e dispositivos didáticos de ensino-aprendizagem.

Downloads

Publicado

29-12-2023

Como Citar

OLIVEIRA, Márcia Andréa Almeida de; CORDEIRO, Glaís Sales. DISPOSITIVOS DIDÁTICOS NO ENSINO E NA APRENDIZAGEM DE GÊNEROS TEXTUAIS E DA LEITURA. Revista Signos, [S. l.], v. 44, n. 2, 2023. DOI: 10.22410/issn.1983-0378.v44i2a2023.3581. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/signos/article/view/3581. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos