Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/129
Title: Avaliação do processo de lodos ativados operando um reator sequencial em batelada para tratamento de chorume em escala piloto
Authors: Reisdörfer, Gustavo  Lattes
Keywords: Aterros sanitários;Lixiviados;Chorume;Lodo ativado;Reator sequencial em batelada
Date of Defense: 17-Dec-2010
Issue Date: 4-Mar-2011
Citation: REISDÖRFER, Gustavo. "Avaliação do processo de lodos ativados operando um reator sequencial em batelada para tratamento de chorume em escala piloto". 2010. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ambiente e Desenvolvimento, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 17 dez. 2010. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/129>.
Abstract: A disposição dos resíduos sólidos em aterros sanitários não pode ser considerada o ponto final do tratamento, pois a água, oriunda da degradação dos resíduos e das chuvas, percola, dando o origem ao lixiviado ou chorume. O chorume é um líquido escuro e turvo, de odor desagradável, e apresenta em sua composição altos teores de compostos orgânicos e inorgânicos, nas suas formas dissolvida e coloidal, liberados no processo de decomposição do lixo. A melhor maneira de determinar a forma ideal para tratamento dos lixiviados de aterros sanitários é investigar as características de cada aterro. O tratamento por lodos ativados apresenta-se como um maneira versátil e eficiente, com elevada remoção de carga orgânica e nutrientes. Neste contexto, este estudo buscou avaliar o tratamento de chorume em um reator sequencial em batelada (RSB), em escala piloto, no sentido de verificar as melhores condições operacionais para uma maior eficiência de remoção. O experimento foi montado no Aterro Sanitário de Lajeado. Foram testados dois tipos de lodos. O RSB possuía volume total de 200 litros, volume de útil de 180 litros e volume de trabalho de 120 litros. Na primeira etapa (RA) o lodo foi formado e aclimatado no próprio reator durante 21 dias. Na segunda etapa (RB) o lodo era oriundo de uma indústria de proteína de soja. Os tempos de aeração para as duas etapas foram de 4h, 10h, 15h e 20h, com tempo de decantação de 4 horas para todos os ciclos. Para Demanda Química de Oxigênio (DQO), na etapa RA apresentou remoção média de 18,1%, atingindo picos de 42,7% com 20 h de aeração. Na etapa RB, a remoção média de DQO ficou em 20,3%, porém com 20 horas de aeração atingiu 65% de remoção. Em relação ao Nitrogênio Total Kjeldahl (NTK), a remoção média ficou acima dos 90% na maioria dos ciclos de RA e em RB a remoção não passou de 33,9%. Quanto a remoção de Carbono Orgânico Total (COT), em RA a remoção média ficou em 34,5%, com picos de 49,2% com 10 horas de aeração, e em RB a remoção média é de 10,8%, com pico de 20,6 com 20 horas de aeração. O RSB apresentou-se como uma grande iniciativa para futuros trabalhos, no sentido de desenvolver estratégias e procedimentos de operação para uma efetiva remoção de carga orgânica e nutrientes dos lixiviados produzidos na decomposição dos resíduos sólidos depositados no aterro. O RSB mostrou alta eficiência de remoção de nitrogênio operando com lodo produzido no próprio reator. Concluindo, o RSB apresentou-se como uma boa alternativa para o tratamento de lixiviados de aterros sanitários, porém, pelos dados apresentados neste experimento, devem ser estudadas formas de operação que favoreçam a remoção conjunta de matéria orgânica e nutrientes dos lixiviados.
URI: http://hdl.handle.net/10737/129
Appears in Collections:Ambiente e Desenvolvimento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GustavoReisdorfer.pdf3,09 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in BDU are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.