Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/1637
Title: Resistência mecânica de concreto de cimento Portland: correlação de ensaio à compressão axial com esclerometria
Authors: Alves, Rogério
Keywords: Concreto;Ensaios não destrutivos;Extração de testemunhos;Esclerometria
Date of Defense: 7-Jul-2017
Issue Date: Sep-2017
Citation: ALVES, Rogério. Resistência mecânica de concreto de cimento Portland: correlação de ensaio à compressão axial com esclerometria. 2017. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 07 jul. 2017. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/1637.
Abstract: O concreto de cimento Portland vem sendo um dos materiais mais consumidos no mundo, estando presente nas mais variadas estruturas. Sua principal propriedade é sua elevada resistência à compressão, a qual é utilizada como balizamento da sua qualidade. A resistência à compressão pode ser verificada submetendo corpos de prova, moldados no ato da concretagem à ensaio de compressão axial. Porém, em grande parte das situações este resultado não representa a real resistência do concreto empregado na estrutura, devido às operações realizadas, como lançamento, adensamento e cura. Ou seja, ele mede a resistência potencial do concreto, fazendo com que seja necessário verificar a resistência do concreto empregado na estrutura, a chamada resistência efetiva do concreto. Para isso existem duas classes de ensaios, os destrutivos, como por exemplo o ensaio de extração de testemunhos do concreto, e também os ensaios não destrutivos, que causam um dano mínimo ou desconsiderável na estrutura e permitem a realização de inúmeras repetições sem comprometimento estrutural, como por exemplo, o ensaio de esclerometria. Esta pesquisa busca avaliar e relacionar os resultados obtidos nos ensaios de resistência à compressão axial, medida em corpos de prova padronizados, em testemunhos extraídos de um molde estrutural desenvolvido especifacamente para esta pesquisa, e de esclerometria. Os resultados dos ensaios destrutivos, de rompimento de corpos de prova padrão e de testemunhos extraídos, foram muito próximos, comprovando a eficiência e conhecimento prévio sobre os ensaios, onde os coeficientes de correção para minoração dos efeitos que a extração causa nos testemunhos, se mostram adequados e imprescindíveis para utilização do ensaio. Sobre a esclerometria, foi possível verifcar que o tipo e teor de cimento utilizados no concreto têm interferência na dureza superficial e que o ensaio se mostra adequado principalmente para avaliação da uniformidade do concreto empregado na estrutura. Quanto à utilização do método não destrutivo para obtenção da resistência à compressão do concreto, o mesmo se mostrou adequado, porém não apresentou precisão nos valores apresentados, se comparado aos demais ensaios. Contudo, a partir dos dados obtidos foi possível propor novas correlações entre o índice esclerométrico e a resistência à compressão do concreto, possibilitando o uso do esclerômetro com maior precisão.
Portland cement concrete has been one of the most consumed materials in the world, being present in the most varied construction structures. Its main characteristic is its high compressive strength, which is used as a parameter for its quality. The compressive strength can be verified by applying the axial compression test to concrete test specimens molded in the field. However, in most situations this result does not represent the actual resistance of the concrete used in the structure, due to the operations performed, such as pouring, compaction and curing. That is, it measures the potential strenght of the concrete, making it necessary to verify the resistance of the concrete used in the structure, the so-called effective effective of the concrete. In order to do this, there are two classes of tests, the destructive, such as the concrete core testing, as well as non-destructive tests, which cause minimal or negligible damage to the structure and allow numerous repetitions without hazarding the structure, such as the sclerometer test. This study aims to evaluate and compare results obtained in the axial compression test, made in standardized test specimens, in samples extracted from a structural mold specifically developed for this study, with results obtained through the sclerometer test. The results of destructive tests, such as crushing standard specimens and extracted samples were very similar, proving the efficiency and prior knowledge about these tests, where the correction coefficients for the reduction of the effects that the extraction causes in the samples are shown adequate and essential for the use of the test. On the sclerometer test, it was possible to verify that the type and content of cement used in the concrete interfere in the surface hardness and that the test is mainly suitable to evaluate the uniformity of the concrete used in the structure. Regarding the use of the non-destructive method to obtain the compressive strength of the concrete, it was adequate, but it did not show accuracy in the values, when compared to the other tests. However, from the obtained data it was possible to suggest new correlations between the sclerometric index and the compressive strength of the concrete, allowing the use of the sclerometer with greater accuracy.
URI: http://hdl.handle.net/10737/1637
Appears in Collections:Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017RogerioAlves.PDF3,54 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons