Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/2099
Title: Lobby das Empresas Militares Privadas nos processos decisório de política externa dos Estados Unidos
Authors: Schmitz, Eduardo
Keywords: Empresas militares privadas;Lobby;Estados Unidos;Processos decisórios;Política externa
Date of Defense: 26-Jun-2018
Issue Date: 3-Sep-2018
Citation: SCHMITZ, Eduardo. "Lobby das Empresas Militares Privadas nos processos decisório de política externa dos Estados Unidos". 2018. Monografia (Graduação em Relações Internacionais) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 26 jun. 2018. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/2099>.
Abstract: O uso de empresas de militares privadas (EMP) pelos Estados teve sua maior ascensão no período Pós-Guerra Fria e esteve atribuído a fatores como o neoliberalismo econômico, o vácuo de poder nas relações internacionais, a redução dos contingentes e aparatos militares dos Estados, e ao maior número de conflitos regionais. As maiores e mais poderosas EMP do mundo estão sediadas no hemisfério norte em países como Estados Unidos e Reino Unido. No entanto, sua atuação ocorre no hemisfério sul, principalmente no Oriente Médio, África, Ásia, e América do Sul. No caso americano, as EMP estão presentes em Washington para influenciar o governo. O mesmo é feito através da atividade do lobby. Os EUA é um dos poucos países aonde a atividade do lobby é regulamentada por lei. Este trabalho busca analisar como é realizado o lobby das EMP junto ao governo dos Estados Unidos e como este pode ou não afetar a tomada de decisão em política externa. O trabalho aplica o método qualitativo, uma vez que busca explicar o fenômeno das EMP nos EUA partir de uma interpretação subjetiva, baseada em dados extraídos de textos. Foram coletados dados por meio de livros, artigos, periódicos, e documentos oficiais dos Estados Unidos, caracterizando assim uma pesquisa bibliográfica. Na primeira parte do trabalho analisa-se o processo decisórios dos Estados Unidos e como este afetado pelo lobby. Na segunda parte, abordam-se o surgimento e a consolidação das empresas militares privadas nos Estados Unidos. Na terceira parte examina-se o lobby das EMP junto ao governo americano, a partir de estudos de caso focados no papel das empresas Blackwater e DynCorp, especificamente na prestação de serviços durante as Guerras do Afeganistão e do Iraque.
URI: http://hdl.handle.net/10737/2099
Appears in Collections:Relações Internacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018EduardoSchmitz.pdf1,08 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons