Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/2792
Title: A alienação parental e suas implicações no sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente vítima ou testemunha de violência
Authors: Silva, Marciane Santos Moraes da
Keywords: Alienação Parental;Escuta Especial;Depoimento Especial;Lei Federal n° 13.431;Contraditório;Ampla Defesa
Date of Defense: 26-Nov-2019
Issue Date: Nov-2019
Citation: SILVA, Marciane Santos Moraes da. A alienação parental e suas implicações no sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente vítima ou testemunha de violência. 2019. Monografia (Graduação em Direito) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 26 nov. 2019. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/2792.
Abstract: A alienação parental é um fenômeno social relativamente recente e costuma ter sua origem associada à ambientes familiares pós-separação, com motivações diversas (rancor, raiva, ciúmes) do agressor, que pode ser tanto um dos genitores quanto outro membro da família, próximo da criança ou do adolescente. A Lei Federal n° 12.318/2010 já faz previsão sobre um procedimento célere para apuração de acusações de alienação parental, bem como das implicações ao agressor. Mas a Lei Federal n° 13.431/2017, que recepciona o premiado procedimento “depoimento sem dano”, criado pelo Poder Judiciário gaúcho, na figura da escuta especial e do depoimento especial, passou a considerar a alienação parental como violência psicológica contra a criança e o adolescente. O problema enfrentado é se a adoção de um procedimento para prova antecipada, previsto pela Lei Federal n° 13.431/2017, pode causar danos ao contraditório e a ampla defesa, em ambientes que podem levar, inclusive, a falsas acusações. Partindo deste questionamento, foram analisadas as origens históricas, conceitos e julgados do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul. Além disto, uma série de artigos sobre a matéria, bem como pronunciamento de órgãos como a Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção Rio Grande do Sul, Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, Conselhos Federais representantes de categorias funcionais envolvidas nos procedimentos, trabalhos publicados pelo Conselho Nacional de Justiça, entre outros, demonstraram que, embora sofram críticas, os procedimentos da escuta especial e depoimento especial tendem a identificar, por técnicas específicas, fatos que dificilmente seriam elucidados em uma audiência tradicional, especialmente nos casos de alienação parental.
URI: http://hdl.handle.net/10737/2792
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019MarcianeMoraes daSilva.pdf952,43 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons