Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/953
Title: Pavimento com blocos intertravados de concreto: estudo de caso na Univates
Authors: Wiebbelling, Paula Orvana Guimarães
Keywords: Pavimento;Dimensionamento;Blocos intertravados de concreto
Date of Defense: 27-Nov-2015
Issue Date: 4-Feb-2016
Citation: WIEBBELLING, Paula Orvana Guimarães. Pavimento com blocos intertravados de concreto: estudo de caso na Univates. 2015. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 27 nov. 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/953.
Abstract: O presente trabalho tem como objetivo analisar o dimensionar de um pavimento com blocos intertravados de concreto para o estacionamento do prédio 16 do Universidade do Vale do Taquari Univates, localizado na Cidade de Lajeado-RS. Inicialmente, foram realizados ensaios laboratoriais para caracterizar e classificar o solo do local de estudo. O ensaio de limite de liquidez realizado para verificar o teor de umidade no ponto de transição do estado plástico para o estado líquido resultou em 48%, o ensaio de limite de plasticidade resultou em 33% de teor de umidade e, por consequência, o índice de plasticidade foi igual a 15%. No ensaio de peneiramento 61,98% da amostra do solo passou na peneira com abertura de 0,075mm (peneira n.o200), constatando que o material que compõe o solo é predominantemente fino. Com os resultados encontrados nos ensaios supracitados, foi possível classificar o solo do subleito, através do sistema da AASHTO, como um solo argiloso (A-7-5), portanto, com um comportamento ruim para subleito. No ensaio de compactação (Proctor normal) realizado com o solo, obteve-se o valor de 30,25% como umidade ótima para compactação e o resultado médio de Índice de Suporte Califórnia (ISC) de 11,25%. Com os blocos intertravados de concreto, foram realizados ensaios de absorção de água e resistência à compressão, o ensaio de absorção de água está em conformidade com a norma, pois os blocos não atingiram valores maior que 7%, no entanto, no ensaio de resistência à compressão, dois dos nove blocos ensaiados não atingiram o valor de resistência mínima exigida pela norma, que é de 35 MPa. Após analisar os resultados dos ensaios e ter conhecimento do número de veículos comerciais que tem acesso ao prédio 16, estimou-se o número N para um período de 10 anos, resultando em 1,09x105 passagens equivalentes do eixo padrão. Com os valores do ISC e do número N, dimensionou-se o pavimento intertravado, conforme Estudo Técnico da ABCP, obtendo-se os valores de 10 centímetros de brita graduada, 5 centímetros de areia para assentamento dos blocos e blocos intertravados de concreto com espessura de 8 centímetros. Por fim, foi analisado o pavimento dimensionado e acredita-se que, com base nas observações em campo, o pavimento dimensionado não seria suficiente para impedir deformações, pois o subleito do local de estudo é muito ruim.
URI: http://hdl.handle.net/10737/953
Appears in Collections:Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015PaulaOrvanaGuimaroesWiebbelling.pdf2,56 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons