Notícias

05 Maio de 2017

Centros elaboram planos de ações a partir de sugestões da Avaliação

Depois que a Avaliação Discente e Docente é encerrada são gerados relatórios que passam pela análise de diversas instâncias da Univates, como Reitoria, Comissão Própria de Avaliação e setor de Planejamento e Avaliação Institucional. Os dados também são avaliados pelos setores impactados pelas sugestões e elogios recebidos. As questões relacionadas aos cursos técnicos e de graduação são enviados aos respectivos centros nos quais os cursos estão alocados, onde são analisadas por diretores de centro, coordenadores de curso e Núcleo Docente Estruturante. A partir do que é apontado pelos respondentes, cada Centro elabora um Plano de Ação com as resoluções previstas para as sugestões recebidas, o tempo de execução e o respectivo responsável. Esses planos de ação são encaminhados à pró-reitoria responsável e também à Comissão Própria de Avaliação, para acompanhamento.
 
Além disso, as devolutivas são abordadas nos eventos promovidos pelos cursos como forma de colocar os estudantes a par do que foi realizado a partir das sugestões. Também são realizadas reuniões semestrais da Reitoria com representantes de turma nas quais podem ser retomadas as principais questões apontadas, seus encaminhamentos e recebidas novas demandas.
 
Confira como cada Centro trabalha com as devolutivas 
CCBS
Os coordenadores analisam os relatórios, apresentam em seus NDE (núcleo docente estruturante) e a partir daí elaboram um plano de ação com metas a serem desenvolvidas em um determinado período de tempo. O Centro realiza um encontro com coordenadores de Curso, onde as demandas e planos de ação são socializadas entre o grupo e Direção  do Centro. Esse material é compartilhado em uma pasta no drive, para que possa ser explorado individual e coletivamente.Ainda, os coordenadores aproveitam as aulas inaugurais de seus cursos para apresentarem aos estudantes as ações desenvolvidas a partir dos resultados da avaliação institucional. 
 
CGO
As sugestões dos estudantes são agregadas aos planos de ação montados pelos cursos de graduação do CGO anualmente, os quais são revisados duas vezes por ano. Quando da revisão, em cada plano de ação é verificado o que foi realizado, o que ainda está por realizar, etc.. Há um plano de ação para cada situação, que é periodicamente acompanhado nas instâncias pertinentes (NDE, coordenação pedagógica, Direção de Centro etc.). Uma vez por ano são realizadas reuniões com os alunos dos cursos para apresentar os encaminhamentos decorrentes da Avaliação Discente. Questões emergenciais apontadas pelos alunos são tratadas de forma imediata junto aos professores e as coordenações de curso
 
CETEC
Geralmente os resultados de avaliação de um semestre são discutidos pelos Núcleos Docentes Estruturantes (NDE) no início do semestre subsequente, quando se geram planos de ação envolvendo os tópicos citados pelos estudantes, se pertinente. Ao final do semestre, o NDE analisa o cumprimento dos planos.
 
CCHS
Todas as coordenações de curso e de área do CCHS elaboram planos de ação a partir dos resultados da avaliação institucional. Cada plano de ação tem um prazo e um responsável pela execução, que pode ser o próprio coordenador, o Núcleo Docente Estruturante ou o coordenador pedagógico do centro. Ao final do semestre, a direção de Centro verifica com os coordenadores se os planos foram realizados ou se necessitam de adequações. Os retornos da avaliação institucional são dados pelos coordenadores em reuniões com representantes de turmas e/ou Diretórios Acadêmicos ou quando há reunião geral do curso.
 
CEP
A direção do CEP realiza análise curso a curso, com o respectivo coordenador, a avaliação dos professores (números) e apontamentos que os alunos fazem, bem como promove reflexão sobre os apontamentos e avaliações dos professores, comparando resultados/desempenho em diferentes disciplinas/cursos, ou semestres, etc. Também é realizada conversa individual do coordenador com os professores do curso, analisando dados da avaliação docente/discente e do Curso, apontando encaminhamentos de melhoria e pactuando posicionamentos/ações, cujos registros . O retorno aos alunos é organizado pelo coordenador de curso.
 
 
Texto: Nicole Morás
 
Clique para ampliar