A NATUREZA DOS TEXTOS DRAMATÚRGICOS E O PALCO IMAGINÁRIO: A LEITURA DA DRAMATURGIA NO CONTEMPORÂNEO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.1983-0378.v44i1a2023.3444

Palavras-chave:

Leitura da dramaturgia, Palco imaginário, Devir cênico

Resumo

A dramaturgia encontra na leitura do texto escrito uma atividade complexa, que parte da linguagem verbal para a atualização das diversas linguagens do espetáculo cênico no “palco imaginário”, analogia de Massaud Moisés (1969) e Jean-Pierre Ryngaert (1996, 2013) para fazer referência ao modo particular de ler os textos dramatúrgicos, pondo-os em singularidade em relação à prosa de ficção e do poema. O estudo explora a referida analogia em oposição a considerações que não encorajam a leitura da dramaturgia escrita, principalmente por considerá-la um texto incompleto, que encontra autossuficiência somente na encenação. Nosso argumento a favor da leitura e do quanto a dramaturgia pode lograr uma atividade intensa para o leitor aprofunda-se a partir dos estudos de Patrice Pavis (2011, 2008), em diálogo com Anne Ubersfel (2013) e Jean-Pierre Sarrazac (2013), ao que se afirma ser a referida atividade bem mais do que a simples transposição da linguagem verbal para o referido espaço, pois o lócus criativo desse palco é fecundo e exige exercícios criativos.

Biografia do Autor

Fabiano Tadeu Grazioli, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), Campus de Erechim.

Doutor em Letras (Área de concentração: Letras, Leitura e Produção Discursiva, Linha de Pesquisa: Leitura e Formação do Leitor) e mestre em Letras (Área de concentração: Estudos Literários, Linha de Pesquisa: Leitura e Formação do Leitor), pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade de Passo Fundo/RS (UPF); Especialista em Ensino de Língua Portuguesa e Literatura e Licenciado em Letras Português/Espanhol e respectivas Literaturas pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), Campus de Erechim. Professor do Departamento de Ciências Humanas da URI. Autor de Teatro  de se ler: o texto teatral e a formação do leitor (Ediupf, 2007, 2019). Organizador, entre outras, das obras: Teatro infantil: história, leitura e propostas (Positivo, 2015), Prêmio de Melhor Livro Teórico 2016, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), e Selo Altamente Recomendável – Livro Teórico, da mesma instituição; e Literatura de recepção infantil e juvenil: modos de emancipar (Habilis Press, 2018), que recebeu os mesmos prêmios em 2019.

Downloads

Publicado

13-07-2023

Como Citar

GRAZIOLI, Fabiano Tadeu. A NATUREZA DOS TEXTOS DRAMATÚRGICOS E O PALCO IMAGINÁRIO: A LEITURA DA DRAMATURGIA NO CONTEMPORÂNEO. Revista Signos, [S. l.], v. 44, n. 1, 2023. DOI: 10.22410/issn.1983-0378.v44i1a2023.3444. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/signos/article/view/3444. Acesso em: 24 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos