Engenharia Química

URI Permanente para esta coleção

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 5 de 27
  • Item
    Acesso Aberto
    Desenvolvimento e caracterização de repelente natural de insetos utilizando diferentes óleos essenciais
    (2021-11) Silva, Francine Guarnieri da; Borsoi, Cleide; http://lattes.cnpq.br/5313130825028760
    O aumento de insetos nas áreas urbanas e a busca por hábitos mais saudáveis têm contribuído para o estudo e desenvolvimento de produtos com origem natural. Devido ao baixo índice de contaminações e enfermidades relacionadas ao seu uso, os repelentes naturais têm despertado o interesse dos consumidores. Contudo, o objetivo do presente trabalho consiste no desenvolvimento de loções repelentes de insetos, através da extração de óleos essenciais de Cymbopogon sp, Lavandula sp e Syzygium aromaticum e suas avaliações químicas e biológicas. A utilização de diferentes óleos essenciais tem sido relatada na literatura como repelente natural sendo que as principais plantas utilizadas com essa finalidade são: citronela (Cymbopogon sp), lavanda (Lavandula sp) e cravo da Índia (Syzygium aromaticum). A citronela teve seu óleo essencial extraído das folhas frescas, para a lavanda foram utilizadas flores, caule e folhas, e para o óleo de cravo foi utilizado o botão floral seco. O método de destilação utilizado foi Clevenger com banho de termostatização. A caracterização dos óleos essenciais foi realizada por cromatografia gasosa. A partir destes, foram formuladas 3 loções repelentes, além da loção base, das quais foram analisadas: viscosidade, espalhabilidade, pH e repelência biológica. Com exceção do pH da loção com óleo de lavanda, todos os demais parâmetros apresentaram resultados satisfatórios, comprovando as propriedades repelentes e características de loção.
  • Item
    Acesso Aberto
    Avaliação de processo de folheação em ouro isento de cádmio
    (2021-12-15) Andrighi, Nicolas; Hoehne, Lucélia; http://lattes.cnpq.br/1088266827926373
    Devido aos danos de saúde e problemas ambientais causados pelos metais cádmio (Cd) e chumbo (Pb) utilizados na produção de joias, semijoias e adornos, vem aumentando o número de pesquisas relacionadas à substituição desses metais. Dentre essas pesquisas, um banho de folheação 18 quilates (K) isento de Cd na composição de sua liga foi proposto, e está sendo usado em algumas empresas. No entanto, é necessário verificar sua eficiência em diferentes peças. Assim, este trabalho realizou a avaliação dos processos de folheação 18K com e sem Cd na composição de sua liga, analisando a resistência à corrosão e a dureza da eletrodeposição do processo de folheação, a fim de compará-los em anéis e pingentes. As peças que foram avaliadas passaram inicialmente pelo processo de preparação da superfície onde foi realizado o tratamento mecânico e químico. Com a superfície preparada para eletrodeposição as peças passaram pelos banhos de cobre (Cu) alcalino, Cu ácido, níquel (Ni), pré-ouro (Au), folheação e cor final. No processo de folheação 18K foi realizada a deposição de 7 e 15 milésimos de Au em anéis e pingentes onde metade das amostras foram folheadas pelo processo com Cd em sua liga e a outra metade foram folheadas pelo processo isento de Cd. A avaliação foi realizada por análises de resistência a corrosão através dos métodos de névoa salina, de imersão em uma solução corrosiva e de sudorese, já a análise de dureza foi realizadas através do método de durômetro de lápis Wilburn e a resistência à abrasividade foi avaliada através de testes tribológicos. Após a finalização dos testes, as peças passaram por uma avaliação por lente de aumento para melhor visualização dos danos causados, facilitando a comparação. Além disso, avaliou-se o custo dos processos realizando orçamentos com empresas que fornecem os processos. Os resultados obtidos mostram que a resistência à corrosão de ambos processos de folheação são equivalentes e que o processo isento de Cd possui menor resistência a abrasividade, porém os resultados foram aceitáveis. Porém o custo do investimento da empresa, para a montagem do processo isento de Cd é 5,76 vezes maior que o custo do processo tradicional. Dessa forma, o processo de folheação de Au isento de Cd está apto a ser utilizado pela indústria a fim de atender a portaria n° 123 do INMETRO.
  • Item
    Acesso Aberto
    Desenvolvimento e caracterização de xampu sólido utilizando diferentes óleos vegetais
    (2021-11) Kohl, Rafael Steffler; Borsoi, Cleide; http://lattes.cnpq.br/5313130825028760
    A necessidade de se reavaliar o consumo desenfreado de produtos oriundos do petróleo, movimenta a indústria cosmética em torno do desenvolvimento de alternativas menos agressivas ao meio ambiente e que sigam uma temática voltada ao minimalismo e à redução da geração de resíduos. Sob essa ótica, cresce o desenvolvimento de xampus sólidos, voltados à diminuição do uso de produtos nocivos à saúde e ao meio ambiente, orientados a partir da ideia de utilização de óleos vegetais. O presente trabalho possuiu, como objetivo principal formular e caracterizar xampus sólidos saponificando o óleo de abacate e utilizando surfactantes não derivados do petróleo. A proposta metodológica orientou-se a partir da utilização do óleo de abacate, do óleo de semente de uva e do óleo de coco, buscando avaliar a possibilidade de utilização na produção de novos cosméticos capilares, verificando pH, aspecto, cor, odor, alcalinidade livre, ácidos graxos livres, umidade, além de contagem bacteriana e de bolores e leveduras. Em relação ao pH, identificou-se a falta de inserção de reguladores nas amostras saponificadas. As amostras utilizando surfactantes não derivados do petróleo apresentaram resultados mais satisfatórios e custo de obtenção abaixo do mercado.
  • Item
    Acesso Aberto
    Avaliação da produção de biogás a partir de resíduo sólido orgânico da indústria cervejeira
    (2021-06) Endler, Isadora Arenhardt; Konrad, Odorico; http://lattes.cnpq.br/9946679953072196
    A enorme variedade de cervejas e a grande busca da bebida têm aumentado o crescimento das indústrias cervejeiras. A alta produção de cerveja resulta em um enorme volume de resíduo dentro das indústrias, o qual necessita ser destinado de forma correta, para evitar impactos ao meio ambiente. Um dos resíduos gerados por essas indústrias é o resíduo sólido orgânico, mais conhecido como bagaço de malte, considerado uma ótima alternativa por contribuir com o aumento da energia renovável, pelo fato de possuir elevado teor de celulose. Uma técnica específica para o tratamento de resíduos sólidos é a digestão anaeróbia que auxilia na diminuição da emissão de gases efeito estufa. A digestão anaeróbia ocorre na ausência de oxigênio e é realizada em quatro etapas através de várias bactérias. Dessa forma, o objetivo desse estudo foi avaliar a produção de biogás e metano a partir do resíduo sólido orgânico, o bagaço de malte, de uma indústria cervejeira localizada no Vale do Taquari, em escala laboratorial, através da digestão anaeróbia. As amostras foram submetidas ao experimento em triplicatas, por meio de reatores de 1000 mL, preenchidos com 500g de amostra (inóculo, celulose microcristalina e bagaço de malte), mantidos na incubadora bacteriológica a temperatura mesofílica de 35 oC. Para isso foram realizadas as análises de pH, sólidos totais, voláteis e fixos. O resultado dos sólidos voláteis do bagaço de malte foi de 96,67% e sólidos totais igual a 24,71%, consideradas porcentagens ótimas para a produção de biogás. O experimento obteve tempo de detenção de 26 dias, onde foi possível obter resultado satisfatório para o bagaço de malte. O volume de produção de biogás foi de 1.731,39 mL e produção de metano aproximadamente em 60%. Os resultados do potencial bioquímico de biogás e metano foi de 488,27 mLN/gSV e 265,12 mLN/gSV, respectivamente. Dessa forma, o substrato em questão tem alta capacidade de degradar a matéria orgânica e auxiliar na produção de energia renovável.
  • Item
    Acesso Aberto
    Obtenção de hidrogel a partir do polímero natural quitosana para uso na remoção de metais em águas
    (2021-06) Rosa, Luma Thais da; Catto, André Luis; http://lattes.cnpq.br/5881191001091059
    A água é considerada como um bem de importância mundial, com isso tratamentos avançados se tornam essenciais para remoção de metais e outros contaminantes que no tratamento convencional não conseguem ser removidos. Alguns adsorventes são considerados promissores para estes avanços, como é o caso do polissacarídeo quitosana, um polímero natural que está presente no exoesqueleto de crustáceos e pode ser obtido através dos restos destes animais. Devido suas características eficientes de adsorção de metais, o hidrogel obtido através da quitosana surge como uma alternativa para uso em diferentes aplicações. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi extrair a quitosana a partir da quitina presente no camarão e com isso desenvolver um hidrogel biodegradável e atóxico para aplicação em um processo de filtração que visa à remoção de metais em águas. Para se obter a quitosana a partir dos rejeitos de camarão foi utilizado o método de desacetilação, sendo após então produzido o hidrogel. A obtenção da quitina através dos resíduos de camarão foi realizada por meio de diferentes tratamentos químicos, até obtenção do material purificado. Já a reação de desacetilação da quitina foi realizada a partir de uma hidrólise básica, com a adição de uma solução de hidróxido de sódio (NaOH) na concentração de 42,3 % (m/v), sendo a reação conduzida em um reator batelada fechado com sistema de agitação a 165 rpm e mantido à temperatura de 100 °C por cerca de 2 h. Após o término da reação realizou-se as etapas de lavagem com água para a neutralização do pH e purificação da quitosana. Para a obtenção do hidrogel foi utilizada uma mistura de ácido acético e água junto à quitosana, usando processos mecânicos para a promover a precipitação do hidrogel. Para análise do hidrogel obtido foram avaliadas características físico-químicas e estruturais, por meio de análises físicas, químicas e morfológicas. Como resultados, obteve-se a quitosana com um grau de desacetilação de 81 % e um rendimento de cerca de 2 %, sendo estes valores semelhantes a outros estudos da literatura. Porém, a aplicação do hidrogel de quitosana à 2 % (Hidroquit) ao sistema de filtração de água contaminada com os metais cádmio (Cd), cobre (Cu) e chumbo (Pb) se mostrou ineficiente para a remoção destes metais, mesmo quando em pequenas quantidades, na concentração de 0,010 mg/L de Cd e 0,020 mg/L de Pb e Cu. Contudo, foi possível avaliar a efetividade do processo de obtenção da quitosana através de resíduos da espécie de camarão mais consumido na região sul do Brasil, sendo assim uma possibilidade para desenvolvimento de novas metodologias e estudos na área utilizando este material.