Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

PPGBIOTEC

EN ES PT

Detalhes do Projeto de Pesquisa

Cadeia produtiva do leite: uso de biotecnologias para melhoria da qualidade da matéria-prima e aproveitamento de resíduos dos laticínios

Coordenação: Claucia Fernanda Volken de Souza

Pesquisadores:
João Antônio Pêgas Henriques
Lucélia Hoehne
Luís Fernando Saraiva Macedo Timmers
Marcia Inês Goettert
Mônica Jachetti Maciel
Rodrigo Gay Ducati

Órgãos Financiadores:
Fundação Vale do Taquari de Educação e Desenvolvimento - FUVATES
 

Resumo:
A indústria de leite e derivados tem produção expressiva no Brasil, especialmente no Rio Grande do Sul, um dos estados de maior produção do país, contribuindo para a expansão e diversificação econômica. No Vale do Taquari, região central do Rio Grande do Sul, este setor também se destaca pelo volume produzido e processado pelas diversas indústrias de beneficiamento instaladas na região. Entretanto, tal volume de produção resulta na geração de quantidade expressiva de subprodutos e resíduos, os quais são fontes de poluição de solos e recursos hídricos caso não sejam tratados de forma adequada. Assim, o objetivo desse projeto é estabelecer processos biotecnológicos que visem ao desenvolvimento de tecnologias de aproveitamento dos subprodutos e resíduos gerados pela indústria de laticínios e ao incremento da qualidade dos produtos. Para isso, serão desenvolvidos processos visando: empregar os soros lácteos como meios de cultivo, a fim de gerar bioprodutos de valor agregado; utilizar os resíduos e os subprodutos gerados pelos laticínios como matérias-primas para a elaboração de produtos lácteos fermentados; desenvolver bioprocessos para produção e imobilização de β-galactosidases recombinantes; utilizar os soros lácteos como materiais de parede no microencapsulamento de ingredientes bioativos; e produzir e caracterizar hidrolisados proteicos e peptídeos bioativos obtidos a partir da hidrólise enzimática dos soros lácteos. As metodologias de planejamento experimental e análise de superfície de resposta serão empregadas para otimização das condições dos bioprocessos, maximizando rendimentos, produtividade e viabilidade comercial; minimizando custos e conduzindo à obtenção de bioprodutos com as especificações desejadas. Além disso, através do uso das técnicas instrumentais e de biologia molecular pretende-se avaliar as características químicas, microbiológicas e bioquímicas das matérias-primas utilizadas, bem como dos bioprodutos obtidos. Como parte dos resultados espera-se desenvolver novos processos e produtos biotecnológicos de valor agregado, trazendo potenciais benefícios socioeconômicos através do desenvolvimento de tecnologias inovadoras e contribuindo para o desenvolvimento sustentável da região.
Sub projetos
Coordenação: Claucia Fernanda Volken de Souza
Pesquisador(a):
Claudia Schlabitz
Daniel Neutzling Lehn
Larissa Fernanda Finazzi Da Costa 
Lucelia Hoehne    
Monica Jachetti Maciel

Fontes Financiadoras:
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq
 

Resumo:

Esse projeto está vinculado a Launer Química Indústria e Comércio Ltda. - empresa residente do Tecnovates - Parque Cientítico e Tecnológico do Vale do Taquari. Para a indústria brasileira de produtos lácteos a disponibilidade de culturas de bactérias lácticas nativas ou endógenas, adaptadas às condições locais, é uma necessidade econômica, tendo em vista a redução do custo de importação e o avanço tecnológico. Nesse contexto, o objetivo do projeto é isolar bactérias lácticas endógenas para uso como culturas starters ou adjuntas em produtos lácteos fermentados. As bactérias lácticas serão isoladas de amostras de leites in natura e queijos coloniais artesanais produzidos na região do Vale do Taquari, identificadas por meio de técnicas de biologia molecular e caracterizadas quanto aos seus potenciais tecnológicos e probióticos. Também será avaliado o desempenho das culturas lácticas selecionadas na fabricação de diferentes produtos lácteos. A partir dos resultados desse trabalho pretende-se isolar bactérias lácticas com potencial tecnológico e probiótico para uso na elaboração de produtos lácteos de qualidade físico-química, microbiológica e sensorial.

Inscreva-se
Nos envie sua dúvida.
*Erro: Todos os dados devem ser preenchidos
Sua mensagem foi enviada com sucesso!