Conteúdo Digital Univates

Diferentes cursos para um aprendizado incrível

Postado por Lais Pontin Matos

compartilhe

Estudantes e professores de cerca de 12 cursos de graduação vinculados aos Centros de Gestão Organizacional (CGO), Ciências Humanas e Sociais (CCHS), Ciências Exatas e Tecnológicas (Cetec) e Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Universidade do Vale do Taquari - Univates tiveram a oportunidade de constatar na prática que a união, além de fazer a força, pode solucionar muitos problemas 💪👏🙏. O Projeto Intercentros, que ocorreu pela primeira vez na Instituição durante o segundo semestre de 2019, foi criado com os objetivos de inserir os acadêmicos em contextos semelhantes àqueles encontrados no mercado de trabalho e de viabilizar aos docentes a chance de articular, planejar e desenvolver conteúdos em diferentes áreas do conhecimento. 

Sandro Faleiro

Foi durante uma reunião que surgiu a ideia de unir as disciplinas curriculares Vivências em Ambiente e Saúde II 🌳💉, Gerenciamento de Resíduos Sólidos 🗑️, Direito Ambiental e Projeto Integrador 👨‍⚖️🤝 e Vivência em Gestão de Micro e Pequenas Empresas I 🏢. O Diretor do CGO, e um dos professores que idealizou a iniciativa, Sandro Nero Faleiro, explica que o Projeto Intercentros da Univates objetivou fornecer soluções para questões relacionadas à gestão de resíduos sólidos em municípios do Vale do Taquari. “Ao todo, tivemos 109 alunos de diferentes cursos comprometidos com a proposta. Eles dividiram-se em 19 grupos de trabalho”, acrescenta. Os docentes Odorico Konrad, Cátia Viviane Gonçalves e Luciana Turatti também coordenaram as atividades.

Ana Amélia Ritt

Faleiro comenta que um dos principais diferenciais do Projeto Intercentros da Univates consistiu “na possibilidade de os estudantes desenvolverem ações e poderem articulá-las entre diferentes áreas do conhecimento ao mesmo tempo”. O docente destaca que a iniciativa representou um grande desafio para os acadêmicos. 

Alguns alunos engajaram-se rapidamente, outros demoraram um pouco mais para envolverem-se na proposta. Independentemente disso, acredito que o Projeto qualificou a formação do universitário participante justamente porque ele precisou discutir e compreender saberes de diversos ramos
pontua Sandro Faleiro, coordenador do CGO e um dos idealizadores do Projeto Intercentros

Durante o semestre 2019/B, foram realizados oito encontros intercentros, promovidos para que todos os alunos das quatro disciplinas curriculares pudessem trocar ideias a respeito das intervenções desenvolvidas no Projeto.

A opinião de quem participou 😍

A graduanda do curso de Direito ⚖️ da Univates Emarie Andressa Sandri foi uma das participantes do Projeto Intercentros. Ela relata que, ao comparecer ao primeiro encontro da atividade, sentiu-se receosa por não saber exatamente como seriam as ações que precisaria desenvolver ao longo do semestre. “Naquela ocasião, quando cheguei ao auditório para a aula, percebi que uma professora muito animada estava na entrada do local recepcionando os alunos e pedindo para que eles aproveitassem ao máximo a experiência. O clima entre todos na sala era vibrante, contagiante”, relembra.

Nicole Morás

Depois de realizadas as explicações iniciais acerca do Projeto, houve um momento para que os estudantes formassem os grupos com os quais iriam trabalhar no decorrer do semestre. “Os professores solicitaram que elegêssemos um município do Vale do Taquari e analisássemos o panorama do tratamento de resíduos sólidos na localidade em questão. Deveríamos observar aspectos como, por exemplo, a média de lixo diária gerada por habitante e o destino final dos rejeitos”, contextualiza Emarie.

Concluída essa primeira etapa, foi hora de os acadêmicos colocarem a mão na massa e elaborarem um plano de ação capaz de solucionar as falhas de gerenciamento existentes na cidade. O grupo de Emarie propôs melhorias para o município de Ilópolis. “Além de buscarmos informações na internet, entrevistamos pessoas do departamento de tratamento de resíduos para compreendermos as carências da área na região e podermos ajudar”, relata. 

Emarie conta que participou pela primeira vez de um projeto interdisciplinar na Universidade.

A oportunidade de ouvir e adicionar outras perspectivas ao conhecimento que eu já tinha foi muito enriquecedora. Aprendi a lidar melhor com as pessoas e com pontos de vista diferentes dos meus e, principalmente, a trabalhar de modo não convencional
reflete Emarie Andressa Sandri, participante do Projeto Intercentros
E-book

[E-BOOK] Qual curso EAD combina com você?

Receba este e-book gratuitamente.

quero esse e-book
Fale com a gente