Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

PPGAD

Detalhes do Projeto de Pesquisa

Bioecologia e controle de ácaros em agroecossistemas e ambiente natural

Coordenação: Noeli Juarez Ferla

Pesquisadores:

Eduardo Miranda Ethur

Elisete Maria de Freitas

Guilherme Liberato da Silva
 
Liana Johann
 
Noeli Juarez Ferla

Órgãos Financiadores:
Fundação Vale do Taquari de Educação e Desenvolvimento - FUVATES
 
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do RS - FAPERGS
 
Empresa Naturovos

Resumo:
O projeto tem como objetivo geral realizar estudos de bioecologia e controle de ácaros em agroecossistemas e ambiente natural. Para isso são desenvolvidas atividades no Laboratório de Acarologia (Labacari) localizado no Tecnovates, incluindo descrição de espécies presentes em ambientes naturais e agroecossistemas. As seguintes culturas são estudadas em projetos desenvolvidos por BICs, Mestrando e Doutorandos do Laboratório: erva mate, soja, videiras, morango, arroz, maçã e flores. O referido laboratório também dá suporte na liberação de ácaros predadores em programas de controle biológico em propriedades de produtores ecológicos de morango da região e de outras regiões próximas. Além disso, existe estrutura própria onde são realizados estudos de identificação de ácaros utilizando técnicas moleculares, bem como caracterização de estruturas acarinas utilizando Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV). Microscópios ópticos e microscópios estereoscópicos de última geração dão suporte a estudos de comportamento, biologia e tabelas de vida de ácaros. Com a estrutura de câmaras de germinação e estufa são desenvolvidos estudos de ecologia, controle biológico e seletividades de pesticidas a ácaros predadores.
Sub projetos
Coordenação: Noeli Juarez Ferla
Pesquisador(a):
Noeli Juarez Ferla
Liana Johann
Guilherme Liberato da Silva
Calebe Fernando Juchem
Amália Luisa Winter Berté
Vinícius Leão da Silva
Darliane Evangelho Silva
Juliana Granich
Joseane Moreira do Nascimento
Luiz Liberato Costa Corrêa
Maicon Toldi

Fontes Financiadoras:
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do RS - FAPERGS
 

Resumo:
Este projeto de pesquisa tem o objetivo de avaliar os efeitos local e sistêmico do ataque dos ácaros fitófagos Panonychus ulmi, Polyphagotarsonemus latus e Tetranychus urticae em processos fisiológicos de Vitis vinifera, varietal Chardonnay, além da quantificação do potencial e capacidade de dano provocado pelos mesmos. Serão utilizadas estacas de videiras Vitis vinifera, varietal Chardonnay, obtidas da coleção de plantas da Embrapa Uva e Vinho de Bento Gonçalves (RS). Procedimento especial será realizado com as estacas para a obtenção de mudas em laboratório. A metodologia cultivo das plantas é adaptada Díaz-Riquelme et al. (2016). Criações estoque de ácaros. Panonychus ulmi. Espécimes de P. ulmi serão coletados em videiras da varietal Merlot em municípios da Serra Gaúcha, estado do Rio Grande do Sul. A metodologia de criação é aquela adaptada de Herbert (1981) e Johann (2014). Tetranychus urticae. Espécimes de T. urticae serão coletados em videiras da varietal Chardonnay em Garibaldi Serra Gaúcha, estado do Rio Grande do Sul. Polyphagotarsonemus latus. Espécimes de P. latus serão coletados em folhas de videira trazidas do campo em municípios da Serra Gaúcha, estado do Rio Grande do Sul. Todas as criações estoque de ácaros serão mantidas em laboratório sobre e mantidos em laboratório em plantas de Vitis vinifera, varietal Chardonnay, à temperatura de 25±1°C, umidade relativa de 70±5% e fotofase de 14 horas. Avaliação e quantificação de dano. Folhas de plantas de Vitis vinifera, varietal Chardonnay serão expostas ao ataque de P. ulmi, P. latus e T. urticae em diferentes tempos de exposição e diferentes quantidades de ácaros por folha. Serão transferidas fêmeas de cada espécie para as folhas e o monitoramento será realizado de acordo com o determinado. Após transcorrido o tempo de infestação, a folha será removida da planta e escaneada, para posterior análise com software Gimp para seleção e quantificação de todas as manchas associadas com a alimentação dos ácaros. Análise de expressão gênica. Folhas de plantas de Vitis vinifera, varietal Chardonnay serão expostas ao ataque de P. ulmi, P. latus e T. urticae em tempo de exposição de 24 horas. Serão inoculadas 50 fêmeas de P. ulmi, P. latus e T. urticae em cada folha, sendo realizadas ove repetições para cada espécie de ácaro, e três plantas não tratadas serão usadas como controle de cada experimento. Após 24 horas do experimento, será realizada a remoção das folhas e imediato congelamento em nitrogênio líquido e posteriormente em ultra freezer a -80ºC, para evitar a degradação do RNA. Posteriormente será realizada a extração de RNA total, utilizando o kit de extração Spectrum Plant Total RNA Kit (Sigma Aldrich), sendo este kit já validado para extração em folhas de videira, conforme fabricante. O RNA extraído será quantificado e sua qualidade verificada em gel de agarose. Caso necessário, o RNA deverá ser purificado em cloreto de lítio (LiCl). As análises serão realizadas no Laboratório de Análises Moleculares do Tecnovates – Univates. Cada amostra será avaliada em três repetições técnicas e três repetições biológicas, totalizando nove plantas avaliadas e mais três controles, por ácaro. As amostras de RNA serão submetidas ao sequenciamento total em local a ser definido, inclusive para a realização das análises de bioinformática. As leituras serão mapeadas utilizando o genoma de videira como referência utilizando STAR aligner. A contagem das leituras será gerada utilizando HTSeq ao nível de locus gênico e a análise da expressão gênica diferencial será realizada utilizando o voom / limma workflow para genes que demonstraram nível de expressão de pelo menos 1 contagem por milhão (CPM) em pelo menos 4 amostras (LAW et al., 2014). Será utilizado o software Bioconductor, algoritmo PAGE e Gene Ontology para classificar os genes em conjuntos e ferramenta Blast2GO, para identificar processos biológicos em genes diferencialmente expressos. A análise de ontologia gênica será realizada com o software top GO com teste estatístico de Fisher para gerar a lista de genes diferencialmente expressos, valor de p=0,05. Resultados e impactos esperados. Através deste projeto, pretendemos compreender o mecanismo de interação entre P. ulmi, P. latus e T. urticae e Vitis vinifera varietal Chardonnay, para determinar um limiar de dano que possa ser tolerável pela planta e que altere processos fisiológicos que possam ser benéficos, além de compreender qual a melhor forma de controle deste ácaro, reduzindo a utilização desnecessária de agroquímicos. Com o preenchimento das lacunas existentes, será possível oportunizar o estabelecimento de estratégias de manejo que enfatizem a preservação de inimigos naturais e a utilização de estratégias limpas no controle destas espécies e o uso de estratégias que aumentem as concentrações de substâncias desejadas nas bagas, com potencial aumento de valor agregado e melhorando a qualidade de vida dos produtores.
Coordenação: Noeli Juarez Ferla
Pesquisador(a):
Noeli Juarez Ferla
 
Guilherme Liberato da Silva
 
Liana Johann

Fontes Financiadoras:

Empresa Naturovos


Resumo:
SUBPROJETO 1. Avaliação e monitoramento de populações acarinas em granjas de aves de postura. Projeto a ser desenvolvido por mestrando. Objetivos específicos: Realizar coletas mensais num período de 12 meses para (1) monitorar a dinâmica populacional de ácaros nas granjas selecionadas e (2) avaliar e reconhecer as espécies de importância econômica. Trabalho experimental: As coletas serão realizadas mensalmente em granjas selecionadas pelos participantes do projeto, num período de doze meses. As amostragens serão em penas, armadilhas de papelão, ninhos e em matéria orgânica. O material será encaminhado ao Laboratório de Acarologia - Univates e triado sob microscópio estereoscópico. Os ácaros encontrados serão montados em lâminas em meio de Hoyer, identificados sob microscópio óptico com contraste de fases. Os dados serão tabulados a fim de organizar e relatar a dinâmica populacional verificada ao longo das amostragens. Ao final das coletas, todo panorama geral das espécies que estão associadas nestas granjas estará estabelecido. SUBPROJETO 2. Efeitos dos níveis de infestação por ácaros associados a aves de postura. Projeto a ser desenvolvido por mestrando. Objetivos específicos: Avaliar a capacidade das aves de postura em (1) tolerar as infestações de ácaros, mensurando possíveis prejuízos na produção de ovos e (2) reconhecer as principais espécies acarinas associadas às infestações relacionando-as com perdas de produção. Trabalho experimental: Este estudo ocorrerá em granjas com diferentes infestações acarinas. Serão mensurados produção de ovos/granja, correlacionando com infestações ácaros associados a penas, armadilhas de papelão, ninhos e em matéria orgânica em diferentes sistemas de criação. As amostragens serão realizadas mensalmente. SUBPROJETO 3. Potencial de ácaros predadores sobre ectoparasitos associados a aves de posturas comerciais. Projeto a ser desenvolvido por doutorando. Objetivos específicos: Estabelecimento de criações dos ácaros predadores e pragas (ectoparasitos) em laboratório (1) realizar em laboratório, testes de predação, estudos bioecológicos destes ácaros predadores sobre ectoparasitos presentes nas granjas e (2) realizar testes de liberação de ácaros predadores em granjas para suprimir as populações de ácaros considerados praga (ectoparasitos). Trabalho experimental: Serão estabelecidos em laboratório, criações estoque dos ácaros predadores e ectoparasitos (pragas) prevalentes. Ambas as criações estoque deverão ser mantidas em salas climatizadas (controle de temperatura, umidade e luminosidade). Para determinar os predadores mais eficientes sobre os ectoparasitos serão realizados os testes de predação e a bioecologia, avaliando os padrões demográficos, de cada espécie sobre os ectoparasitos em condições controladas de laboratório. Após realizados toda etapa experimental em laboratório, serão realizados liberações massais em campo (nas granjas), em locais onde ocorrerão as principais infestações de ácaros ectoparasitos. Diferentes densidades populacionais de predadores serão liberados com intuito de mensurar a quantidade necessária para que ocorra uma diminuição significativa dos ectoparasitos. Da mesma forma que o SUBPROJETO 2, uma nova mensuração das infestações pós-tratamento será realizada, assim confirmando o efeito benéfico dos ácaros predadores para a produção dos ovos.
Inscreva-se
Nos envie sua dúvida.
*Erro: Todos os dados devem ser preenchidos
Sua mensagem foi enviada com sucesso!