Ensino

URI Permanente para esta coleção

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 5 de 25
  • Item
    Acesso Aberto
    Travessias interculturais no currículo: percursos do etnoconhecimento no ensino diferenciado para o povo Canela Ramkokamekrá
    (2022-08) Lobo, Marinete Moura da Silva; Munhoz, Angélica Vier; http://lattes.cnpq.br/4928481211980742; Laroque, Luís Fernando da Silva; Hattge, Morgana Domênica; Silva, Luciana Helena da
    Esta pesquisa aborda a travessia do etnoconhecimento no currículo da escola indígena do povo Canela Ramkokamekrá da Aldeia Escalvado, localizada no município de Fernando Falcão-MA. Trata-se de uma investigação com abordagem qualitativa, de natureza aplicada, documental e de campo, sendo a observação in loco e a entrevista semiestruturada os principais instrumentos de produção de dados. Este estudo investigou o etnoconhecimento no currículo formal e suas contribuições para o ensino diferenciado, intercultural e bilíngue na escola do povo Canela Ramkokamekrá e, de forma pormenorizada, relacionou os conhecimentos tradicionais e os processos próprios de aprendizagem que, na percepção dos interlocutores da pesquisa, devem ser contemplados no currículo da escola indígena de sua comunidade. Os aportes teóricos da pesquisa aproximam-se da perspectiva crítica do currículo e incluem autores como Bourdieu e Passeron (2010), Althusser (2008), Michael Apple (2006) e Paulo Freire (2005). Em relação à especificidade indígena e à interculturalidade no currículo, algumas vozes apontaram os caminhos percorridos, dentre elas Grupioni (2006), Munduruku (2021), Baniwa (2006), Silva (2017a), Urquiza (2017), Soares e Canela (2018). Os achados da pesquisa foram obtidos através da Análise de Conteúdo de Bardin (2016) e permitiram inferir que o currículo da escola indígena lócus da pesquisa vai além de conteúdos a serem ensinados, e não se limita aos documentos curriculares oficializados pela cultura dominante. Esse currículo reflete diferentes concepções de mundo, agrega a história, a relação com os mais velhos, com a natureza e traduz toda a experiência indígena que, embora não sejam ensinados no espaço físico da escola, são ensinados na comunidade e vivenciados pelo alunado no seu dia a dia na aldeia. As conversas com os interlocutores e as experiências vivenciadas durante a pesquisa de campo revelaram, ainda, que a escola indígena é parte da comunidade e apontaram o repertório do etnoconhecimento para a composição de um documento curricular formal, no qual se inclui a arte, os costumes e o ciclo de rituais de formação do povo Canela Ramkokamekrá.
  • Item
    Acesso Aberto
    Trilhas de aprendizagem para formação continuada de docentes em competências digitais para o ensino a partir de MOOCs da rede de institutos federais
    (2022-02) Santos, Simone Costa Andrade dos; Bottentuit Junior, João Batista; Del Pino, José Claudio; http://lattes.cnpq.br/2152799270731771; Rehfeldt, Márcia Jussara Hepp; Martins, Silvana Neumann; Sá, Eveline de Jesus Vieira; Wunsch, Luana Priscila
    A formação de professores para uso seguro e responsável das tecnologias digitais de informação e comunicação caracteriza-se como motivo especial de atenção preocupação. Diante da importância e emergência da demanda pela formação de docentes, os Massive Open Online Courses (MOOCs), despontam como uma alternativa para atender às necessidades de aprendizagem de forma aberta, participativa e distribuída. Programas de formação continuada de professores elaborados a partir de objetivos de aprendizagem fixos e iguais para todos podem se tornar enfadonhos para aqueles que já apresentam um nível de conhecimento mais elevado ou, ao contrário, de difícil acompanhamento, por parte daqueles com nível de conhecimento mais elementar. Os cursos no formato MOOCs reúnem características potenciais para contribuir com a formação continuada de professores no desenvolvimento de competências digitais. Neste sentido, esta pesquisa tem por objetivo analisar os cursos MOOCs elaborados no âmbito da Rede de Institutos Federais sob a perspectiva das suas potencialidades para elaboração de planos de formação continuada para competências digitais docentes. A análise dos cursos foi realizada com base nas áreas de competências definidas no Framework DigCompEdu, que consiste em um Quadro Teórico composto por 22 competências distribuídas em 6 áreas de abrangência. A partir de uma abordagem metodológica de caráter qualitativo, com viés exploratório-descritivo e procedimentos de pesquisa bibliográfico-documental, conduzimos a pesquisa a partir de quatro etapas. A primeira consistiu em levantar elementos fundantes do estudo a partir de uma revisão de literatura. Os trabalhos correlatos encontrados acerca de abordagens que envolvem a utilização de MOOCs na formação docente, nos trouxeram indícios, ainda que escassos, da eficiência desses cursos nos processos de formação de professores. Na segunda etapa, realizamos o levantamento e análise dos cursos MOOCs ofertados pelos Institutos Federais. Os dados obtidos por meio do levantamento dos cursos em 18 plataformas dos Institutos Federais nos levaram a um total de 381 cursos MOOCs, dos quais 53 foram selecionados para composição da Trilha de Aprendizagem, elaborada a partir da ferramenta Padlet, na terceira etapa desta pesquisa. Fizemos uso da redação descritiva de fatos e categorizamos os cursos de acordo com as áreas de competências do DigCompEdu. Na quarta etapa da pesquisa foi possível constatar a existência de lacunas formativas na Trilha de Aprendizagem proposta neste estudo em decorrência da falta de cursos MOOCs na Rede EPCT. Os resultados da pesquisa possibilitaram confirmar a hipótese de que os MOOCs ofertados no âmbito pelos Institutos Federais que integram a Rede de Institutos Federais podem ser organizados em torno de uma estrutura de largo alcance que permita o desenvolvimento de planos de formação continuada para professores com enfoque em competências digitais para o ensino e aperfeiçoamento profissional. Esperamos que os resultados desta tese contribuam com a reflexão dos elementos que, para nós, foram norteadores e definidores na estruturação de cursos MOOCs, e que tais princípios possam ser reconfigurados, melhorados e experimentados em outras ofertas educacionais.
  • Item
    Acesso Aberto
    Aprendizagem significativa do conceito de energia por meio da implementação de sistemas de automação residencial
    (2022-04) Rodrigues, José Jorge Vale; Oliveira, Eniz Conceição; http://lattes.cnpq.br/2058979202735427; Vizzotto, Patrick Alves; Del Pino, José Cláudio; Amaral, Erico Marcelo Hoff do; Pereira, Nádia Vilela
    Esta tese de doutorado em Ensino se refere ao uso de atividades envolvendo protótipos de automação residencial e mapas conceituais no ensino de Física como recursos didáticos para a compreensão do conceito de energia sob a luz da Teoria da Aprendizagem Significativa. A investigação foi realizada no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO), localizado na cidade de Palmas, no Tocantins, com duas turmas de terceiro ano do ensino médio técnico em informática e em administração. A arquitetura metodológica dessa pesquisa foi construída com base nas técnicas qualitativas. O objeto geral da tese é investigar e avaliar se atividades envolvendo protótipos de sistemas de automação residencial e mapas conceituais podem influenciar na predisposição em aprender e contribuir no processo de aprendizagem significativa dos alunos do terceiro ano do ensino médio, em relação ao conceito de energia nas aulas de Física. Para isso foram elaboradas e desenvolvidas atividades juntamente com os alunos envolvendo protótipos de sistemas de automação residencial, o conceito de energia e suas relações com eletrodomésticos. No decorrer do estudo os dados foram coletados na forma de Sondagem inicial na plataforma google classroom; atividades de automação de sistemas; elaboração dos mapas conceituais finais no software Cmaptools e questionário de opinião dos alunos. A análise dos dados procurou principalmente identificar vestígios de aprendizagem significativa em termos de conceitos envolvendo energia e as atividades de automação residencial. Avaliou-se a aprendizagem através da análise descritiva dos mapas conceituais verificando se houve a ampliação nos conhecimentos prévios identificados com a sondagem inicial na estrutura cognitiva dos alunos sobre energia, e se ocorreu desenvolvimento do entendimento desses conceitos estudados e absorção de conceitos novos durante as atividades. Os resultados alcançados indicam que a automação residencial e os mapas conceituais, na condição de método de ensino e recursos didáticos mostraram-se eficientes no processo de aprendizagem significativa em Física. Os mapas conceituais são ótimos recursos para assistir e avaliar o processo de aprendizagem dos alunos, neste estudo eles se mostraram ainda serem muito eficientes para verificar a aprendizagem do corpo de conhecimentos estudados no término do desenvolvimento das atividades. As atividades com automação residencial foram capazes de influenciar positivamente na predisposição em aprender de acordo com os relatos dos alunos e a percepção do professor/pesquisador, além de promoverem a aprendizagem significativa do conceito de energia.
  • Item
    Acesso Aberto
    O professor estagiário de pedagogia e o desenvolvimento do conhecimento pedagógico e tecnológico do conteúdo no ensino de matemática nos anos iniciais: experiência formativa em uma IES do sudoeste de Goiás/Brasil
    (2022-02-24) Purificação, Marcelo Máximo; Amado, Nélia Maria Pontes; https://orcid.org/0000-0002-5768-9633; Carreira, Susana Paula Graças; Giongo, Ieda Maria; Quintas, Helena Luísa Martins; Fernandes, Elsa Maria dos Santos
    A complexidade envolvida no processo de ensino-aprendizagem é enorme e necessita de muita atenção e dedicação de todos os seus integrantes. Entre os cursos de licenciatura no Brasil, o de Pedagogia merece uma particular atenção pela ampla área de atuação desses docentes. Os licenciados em Pedagogia são professores que atuam em diferentes áreas disciplinares, sendo uma delas a matemática. Assim, esta pesquisa de doutorado, desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Ensino, Linha: Formação de Professores, Estudo do Currículo e Avaliação, da Universidade do Vale do Taquari – Univates, teve como objetivo geral identificar de que forma futuros professores dos anos iniciais (pedagogos) desenvolveram conhecimento sobre o uso da tecnologia para o ensino da matemática, no contexto de um Curso de Extensão de formação inicial. Os objetivos específicos foram: 1) elaborar e aplicar uma ação de extensão (Curso de Formação) voltada para o uso pedagógico das TIC no desenvolvimento do conhecimento matemático em alunos de um Curso de Pedagogia do Centro Universitário de Mineiros - Unifimes, articulando o Conhecimento Tecnológico, Pedagógico e de Conteúdo; 2) apresentar os contributos que decorrem do Curso de Formação, relativos aos conhecimentos dos futuros professores sobre recursos tecnológicos adequados ao ensino da matemática nos anos iniciais; 3) descrever como os futuros professores integram os recursos apresentados no Curso de Formação na elaboração de propostas de ensino da matemática e 4) apresentar o conhecimento que os futuros professores revelam ter desenvolvido relativos à forma de utilizar pedagogicamente a tecnologia para o ensino de conteúdos matemáticos. O referencial teórico utilizado pautou-se nas concepções do desenvolvimento do conhecimento pedagógico do conteúdo (Pedagogical Content Kwowledge – TCK) a partir do modelo de Schulman (1986), seguido do modelo teórico para o conhecimento do professor que propõe integrar três domínios desse conhecimento: o conteúdo, a pedagogia e a tecnologia – TPACK, de Mishra e Koehler (2006). Os participantes da pesquisa foram alunos do Curso de Pedagogia em fase de estágio supervisionado. Neste pesquisa, optou-se por uma metodologia qualitativa e interpretativa, pautada na pesquisa-ação; como instrumentos de coletas de dados foram utilizados o questionário, a observação, diário de campo, portfólios dos futuros professores e depoimentos recolhidos a partir da participação no Curso de Formação. A análise dos dados aproximou-se da análise do conteúdo de Bardin (2011). Foi possível identificar, a partir das atividades, que os futuros professores planificaram durante a formação que o desenvolvimento do conhecimento sobre o uso pedagógico da tecnologia no ensino de matemática está relacionado não apenas ao que eles sabem sobre tecnologia, mas também com a forma como a utilizam em suas aulas. A partir do Curso de Formação, constatou-se que os futuros professores desenvolveram seus planos de aula de matemática, integrando corretamente as diretrizes do modelo TPACK, incorporando conhecimentos de conteúdo tecnológico e pedagógico no processo de ensino.
  • Item
    Acesso Aberto
    Assédio moral pedagógico: um estudo de caso com estudantes da área da engenharia de uma IES pública da Bahia
    (2021-01) Freitas, Acimarney Correia Silva; Del Pino, José Claudio; http://lattes.cnpq.br/2152799270731771; Oliveira, Eniz Conceição; Schuck, Rogério José; Piau, Deise Danielle Neves Dias; Leão, Marcelo Franco
    Esta tese, “Assédio Moral Pedagógico: um estudo de caso com estudantes da área da engenharia de uma IES pública da Bahia”, tem por objetivo conhecer as percepções sobre a presença ou ausência da prática do assédio moral no espaço acadêmico, bem como seus danos, reflexos sociais e impactos na aprendizagem, sob o olhar dos (as) estudantes da área da engenharia de uma Instituição de Ensino Superior Pública da Bahia, por meio da análise do discurso do sujeito coletivo. Os objetivos específicos desta pesquisa foram delineados com o fim de compreender a relação entre o conceito e a expressão da vivência do assédio moral; verificar a presença ou ausência de práticas de assédio moral vivenciadas pelos (as) estudantes na relação pedagógica nos cursos da área de engenharia; caracterizar e classificar o assédio moral; identificar os possíveis danos do assédio moral pedagógico apresentados no discurso dos (as) estudantes; entender a relação entre o discurso dos danos sofridos e sua materialização na esfera midiática e jurídica; e apresentar a relação entre as consequências do assédio moral pedagógico e os impactos na aprendizagem, sob o olhar dos (as) estudantes. Os aportes teóricos que sustentam a pesquisa discutem as seguintes temáticas: violência; assédio; assédio moral: classificação, causas e consequências; autoridade, autoritarismo e relações de poder nos espaços acadêmicos; didática, afetividade, conflitos e assédio moral no ensino superior. O subsídio teórico tem como marco: Leymann, 1997; Barreto, 2000; Miranda Neto, 2002; Zabala, 2003; Heloani, 2003; Hirigoyen, 2001, 2005; Bradaschia, 2007; Soboll, 2008; Galindo, 2009; Campos e Pancheri, 2017; Martins, 2008, 2017; Pancheri, 2017; Freire, 1996; Foucault, 2006; Wallon, 1986; Arendt, 2010; Libâneo, 1994; Luckesi, 2004. Utilizou-se, ainda, para análise dos resultados, o Método do Discurso do Sujeito Coletivo, proposto pelos pesquisadores Fernando Lefrève e Ana Maria Cavalcanti Lefrève. A pesquisa apresenta uma abordagem qualiquantitativa exploratória. Quanto aos procedimentos, adotou-se o estudo de caso. Os instrumentos de coleta de dados utilizados ao longo do estudo foram questionários e entrevistas semiestruturadas. A população da pesquisa foi composta por estudantes de todos os semestres dos cursos de engenharia e a amostragem foi constituída por 280 estudantes. A coleta de dados foi realizada pelo pesquisador, no período de junho de 2018 a janeiro de 2020. Como resultado, foi possível identificar que 57,9% dos (as) estudantes que participaram da pesquisa possuem a percepção de já terem sido assediados (as) moralmente em suas relações pedagógicas, no contexto do curso de graduação, por algum (a) docente ou outro (a) profissional da educação. Destaca-se, ainda, a identificação de dezoito categorias (situações e comportamentos) de assédio moral pedagógico enfrentadas pelos estudantes no dia a dia da vida acadêmica.