Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

PPGAD

EN ES PT

Detalhes do Projeto de Pesquisa

Paleobotânica e Paleoambientes

Coordenação: André Jasper

Pesquisadores:

Neli Teresinha Galarce Machado


Órgãos Financiadores:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES

 


Resumo:
A área de Ciências Ambientais é caracterizada pela sua grande abrangência científica, utilizando-se de conceitos de múltiplas disciplinas para a compreensão dos processos envolvidos na dinâmica de sistemas naturais e antropizados. Essa concepção, associada ao princípio da ciclicidade sistêmica, justifica a necessidade da análise das características dos ecossistemas ao longo do tempo para o apropriado entendimento das transformações do ‘Sistema Terra’. Além disso, a amplitude cronoestratigráfica dos estudos paleoambientais permite análises temporais comparativas, proporcionando interpretações mais completas acerca impacto humano na evolução dos ambientes. Por outro lado, as plantas são excelentes marcadores das condições do meio, constituindo-se em ferramentas importantes para a inferência de variáveis ambientais de escala regional e global. Análises paleobotânicas têm subsidiado, por exemplo, interpretações mais refinadas dos ciclos icehouse-greenhouse do Fanerozoico, confirmando a interdependência das concentrações de pCO2 e as oscilações climáticas ao longo de diferentes intervalos. Nesse contexto, o presente estudo pretende utilizar elementos paleobotânicos para inferir as características paleoambientais predominantes quando da deposição dos estratos em que eles se encontram, subsidiando a definição de sua significância no contexto da gênese e evolução de biomas ao longo do tempo. Para tanto, serão avaliados fitofósseis provenientes de diferentes sucessões geológicas que serão interpretados de acordo com seus contextos paleoflorísticos específicos. A integração dos dados coletados em micro, meso e macro-escala, servirá de base para compreensão do efetivo impacto do chamado ‘desenvolvimento humano’ sobre o Sistema Terra.
Sub projetos
Coordenação: André Jasper
Pesquisador(a):
Dieter Uhl 
Deepa Agnihotri
Haytham El-Afty
Neli Teresinha Galarce Machado
Simone Stülp
 

Bolsistas:
Allana Silva Brugnera
Andrea Pozzebon Silva
Camila Bruchez
Cibele Inês Rockenbach
Gabriel Felipe Lorenzon
Gisele Sana Rebelato
José Rafael Wanderley Benício
Júlia Siqueira Carniere
Letícia Floss
Luana Trevisan Junqueira
Rafael Spiekermann

Fontes Financiadoras:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq (Chamada CNPq  06/2019 - Bolsas de Produtividade em Pesquisa)


Resumo:
A influência de fogo sobre a biodiversidade ao longo do tempo é amplamente aceita e conhecida para boa parte dos paleoambientes continentais do planeta. Apesar de o estudo dos eventos de paleoincêndios registrados em níveis sedimentares utilizar indícios produzidos por diferentes áreas das geociências, a única evidência direta de sua ocorrência é a detecção da presença de restos carbonizados de plantas, conhecidos como charcoal. A identificação desse tipo de registro tem sido objeto de ampla discussão científica, sendo que, atualmente, estudos paleobotânicos (= macro-charcoal) são considerados imprescindíveis para a uma correta avaliação. Quando considerados os estratos do Paleozoico Superior do Gondwana, detecta-se uma deficiência de dados detalhados de cunho paleobotânico sobre o tema, apesar do alto potencial de ocorrência demonstrado por estudos petrográficos. A lacuna de informações tem sido um impeditivo para a adequada compreensão das características paleoambientais vigentes no paleocontinente quando da deposição de níveis de grande importância para a paleontologia estratigráfica. Neste contexto, o projeto científico aqui apresentado pretende compreender o impacto do fogo na evolução paleoambiental do Gondwana ao longo do Paleozoico Superior por meio de uma abordagem paleobotânica na análise de registros de charcoal. Para tanto, será utilizado material proveniente de estratos aflorantes em diferentes bacias sedimentares localizadas nas massas continentais que originalmente compunha o paleocontinente. A integração dos dados advindos do desenvolvimento da proposta produzirá resultados significativos e de abrangência internacional, servindo de suporte para interpretações globais acerca da história do Sistema Terra.
Coordenação: André Jasper
Pesquisador(a):
Dieter Uhl 
Deepa Agnihotri
Haytham El-Afty
Neli Teresinha Galarce Machado
Simone Stülp

Bolsistas:
Allana Silva Brugnera
Andrea Pozzebon Silva
Camila Bruchez
Cibele Inês Rockenbach
Gabriel Felipe Lorenzon
Gisele Sana Rebelato
José Rafael Wanderley Benício
Júlia Siqueira Carniere
Letícia Floss
Luana Trevisan Junqueira
Rafael Spiekermann

Fontes Financiadoras:

 Alexander von Humboldt Stiftung Foundation


Resumo:

Fire is considered a major driver on biodiversity evolution through time and occurred in a majority of continental palaeo- environments since the Silurian. Although studies about palaeo-wildfires can be based on different proxies, charcoal is widely accepted as the most reliable evidence for these events in sedimentary layers. The identification of charcoal is subject of controversial scientific discussion and palaeobotanical analyses are essential for an adequate definition of its occurrence in diverse strata. Considering the Gondwanan Upper Palaeozoic, a lack of detailed paleobotanical data on the subject is detected, despite the high potential of occurrence demonstrated by petrographic studies. That gap of information prevents a proper interpretation of the palaeo-environmental conditions prevailing on the palaeocontinent during the deposition of significant strata, including coal-bearing strata. In this context, the present research plan intends to collect palaeobotanical data (charcoal) from Upper Palaeozoic outcrops located in diverse areas of the former Gondwana to understand the impact of (palaeo)wildfires on paleoenvironments and palaeo-floristic evolution. Samples will be provided by accessing fossil collections and by field sampling. The material will be studied by the research group headed by the applicant at his current working university in Brazil. The requested stereomicroscope is a mandatory equipment to conduct the morphological analyses and to do the photographic documentation of the charcoal samples. The integrated data to be produced will enable us to provide palaeo-environmental interpretations with worldwide scientific impact, that will help to understand the evolution of the Earth System during a climatically and evolutionary significant time interval as the Late Palaeozoic.

Inscreva-se
Nos envie sua dúvida.
*Erro: Todos os dados devem ser preenchidos
Sua mensagem foi enviada com sucesso!