Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

PPGAD

Detalhes do Projeto de Pesquisa

Análise da sinergia de diferentes substratos na avaliação da produção de biogás

Coordenação: Odorico Konrad

Pesquisadores:

Odorico Konrad

Simone Stulp

Resumo:
O avanço das preocupações relacionadas à resolução de problemas ambientais torna necessária a realização de estudos que foquem no desenvolvimento de tecnologias aplicáveis. O biogás é uma mistura de gases gerada durante a digestão anaeróbia da matéria orgânica. Este processo é uma alternativa para o tratamento para substratos agroindustriais (resíduos), devido a sua capacidade de reduzir grande parcela da carga orgânica presente no substrato, convertendo-a em biogás, uma fonte renovável de energia. O presente projeto de pesquisa visa identificar potenciais biomassas, avaliando sua eficiência no processo de degradação anaeróbia, bem como, o potencial de produção de biogás/biometano e a energia que pode ser obtida a partir destes. Assim este projeto conecta-se com a linha de pesquisa em Tecnologia e Ambiente.
Sub projetos
Coordenação: Odorico Konrad
Resumo:
O desenvolvimento de pesquisas em áreas estratégicas - como o setor energético, desempenha um papel fundamental na identificação de técnicas ou métodos que possam contribuir para viabilizar as fontes de energia renovável. O Brasil possui potencial para a produção de energia a partir da biomassa por apresentar uma considerável disponibilidade de recursos naturais, destacando-se as biomassas oriundas da produção agrícola, de origem agroindustrial ou da silvicultura. Às biomassas derivadas do plantio agrícola e agroindustrial podem ser utilizadas como substratos para a produção de energia a partir do biogás. Em países europeus onde este cenário já é realidade, geralmente o material manuseado na digestão anaeróbia para geração de biogás é a silagem, podendo ser de milho, sorgo, entre outras culturas. O potencial de produção de biogás a partir da silagem de milho e outras culturas energéticas pode ser limitado à degradação da lignina, componente presente nesta biomassa e que dificulta a atuação dos microrganismos em processos de produção energética devido à complicada degradabilidade dos compostos lignocelulósicos. O rúmen bovino possui microrganismos que liberam enzimas que degradam a lignocelulose e, quando utilizados em processos de biodigestão anaeróbia, facilitam a etapa de hidrólise, promovendo um efeito positivo para o desempenho de digestores anaeróbios tratando biomassa lignocelulósica. Durante o processo de abate em frigoríficos, o conteúdo ruminal é um dos resíduos gerados que requer tratamento e destinação adequados e os principais destinos para descarte do rúmen bovino são aterros sanitários ou uso agrícola. Entretanto, como o resíduo ruminal é um material orgânico, estudos recentes demonstram que a destinação pode ocorrer também em processos de compostagem ou ainda na digestão anaeróbia, como proposto neste projeto. Embora o esterco bovino seja um inóculo adequado e amplamente utilizado em digestores anaeróbios, o rúmen pode ser mais eficaz com a introdução de microrganismos específicos para facilitar a degradação de fibras vegetais. Neste sentido, o objetivo deste trabalho é avaliar o desempenho de um inóculo microbiano elaborado a partir de conteúdo ruminal e dejeto bovino visando melhoria na eficiência da degradação anaeróbia de uma cultura energética (silagem de milho).
Inscreva-se
Nos envie sua dúvida.
*Erro: Todos os dados devem ser preenchidos
Sua mensagem foi enviada com sucesso!