Estudantes de Gastronomia participam de festival no Uruguai

Postado em 21/07/2015 10h17min

Por Tuane Eggers

Estudantes e professores do curso de Gastronomia da Univates participaram, no último final de semana, do II Festival Binacional de Enogastronomia, que teve seu lançamento realizado no Parque Internacional que faz fronteira entre a cidade brasileira de Santana do Livramento e a cidade uruguaia de Rivera. Foi promovido almoço de integração entre os países para 400 pessoas, que contou com a presença do presidente internacional do movimento slow food, o sociólogo e gastrônomo italiano Carlo Petrini.

Na ocasião, Petrini falou sobre a importância do festival para a valorização do produtor local. “Esse tipo de festival é muito peculiar, por falar em uma cultura de alimentação envolvendo os produtores locais. É mais que um festival de gastronomia tradicional, pois trata de uma corrente que potencializa os cuidados sociais”, destacou.

Logo após o almoço de integração, os participantes assistiram à palestra de Petrini sobre a gastronomia e a defesa do Bioma Pampa, no Cassino Resort, em Rivera. Conforme conta a coordenadora do curso de Gastronomia, professora Adriana Bitello, o palestrante foi aplaudido de pé pelo público diversas vezes. Em uma de suas falas, ele destacou que a gastronomia não é só receita, não é só cozinhar.

“Gastronomia é entender de toda a cadeia produtiva, da pesca e da pecuária, do plantio, da safra e da semente, da cultura toda que se insere em um preparo. Gastronomia é um ato humano complexo, multifacetado, por meio do qual nos tornamos humanos, existimos. Ou vocês conhecem outro jeito de existir a não ser comendo?”, ressaltou ele.

De acordo com Adriana, os estudantes do curso ficaram deslumbrados com o evento. “Foi um momento de integração entre alunos e profissionais da área de Gastronomia e, na ocasião, eles conseguiram dimensionar o que muitas vezes é conversado dentro das salas de aula e laboratórios”, explica ela. No turno da noite, na Estação Cultural, antiga Estação Férrea, foi realizado o Disco Xepa, evento do movimento slow food que oferece um sopão com os alimentos de final de feira, que seriam descartados.

“São alimentos bons para a saúde física e mental quando feitos e distribuídos com carinho. Esse momento foi mais uma oportunidade de intercâmbio que nossos estudantes tiveram. Foi um final de semana de muita intensidade”, completa Adriana.

 

Texto: Tuane Eggers

Evento ocorreu na fronteira entre Brasil e Uruguai

Divulgação

Evento ocorreu na fronteira entre Brasil e Uruguai

Divulgação

Evento ocorreu na fronteira entre Brasil e Uruguai

Divulgação

Evento ocorreu na fronteira entre Brasil e Uruguai

Patrícia Obrakat Salgado e Antonio Obrakat

Evento ocorreu na fronteira entre Brasil e Uruguai

Patrícia Obrakat Salgado e Antonio Obrakat

Ocasião contou com palestra do presidente internacional do movimento slow food, o sociólogo e gastrônomo italiano Carlo Petrini

Patrícia Obrakat Salgado e Antonio Obrakat

Evento ocorreu na fronteira entre Brasil e Uruguai

Patrícia Obrakat Salgado e Antonio Obrakat

Notícias Relacionadas