Os benefícios do acompanhamento na prática de exercícios físicos

Postado em 19/01/2018 11h04min e atualizado em 19/01/2018 11h09min

Por Redação

Os exercícios físicos trazem diversos benefícios para quem os pratica, como melhorias na saúde, no condicionamento e ajuda no alcance de objetivos estéticos, como o delineamento do corpo. É a melhor forma para se combater a chamada “doença do século”, como ficou conhecido o sedentarismo. Atividades como corrida, musculação, pilates, entre outras, são cada vez mais buscadas nas academias.

Hoje em dia, pelos estudos terem demonstrado a importância, as pessoas estão realizando mais exercícios físicos. Há também a questão de que a população está vivendo mais e quer viver com mais qualidade
Janine Giovanella, professora de Educação Física na Univates

Porém, a prática incorreta de um exercício, em vez de ajudar, pode causar fadiga muscular e lesões. Vários aspectos devem ser considerados ao se fazer uma atividade física, como a carga de exercício empregada, a quantidade de repetições, a frequência, o equilíbrio muscular, relação de atividade física e descanso, além da nutrição adequada. Como cada pessoa tem características e necessidades diferentes, é essencial o acompanhamento de um profissional para que o exercício não se torne uma “dor de cabeça” — para não dizer em outra parte do corpo.

Artur Dullius

“Eu tenho muito medo de atividades que as pessoas fazem sem ter o hábito”, ressalta Janine, referindo-se a pessoas que não fazem exercícios regulares. “Existe toda uma adaptação fisiológica que o corpo necessita para fazer um exercício.” Conforme ela, com o acompanhamento profissional, é possível traçar estratégias de exercícios para atingir os objetivos de forma segura e saudável, de acordo com cada aluno.

Por exemplo, alguém que pretenda emagrecer por motivos estéticos: se fizer uma atividade muito leve não terá resultados satisfatórios; por outro lado, se fizer algo muito pesado, corre o risco de sofrer lesões e ter que interromper a atividade por um tempo. “O olhar de um profissional aponta qual exercício o aluno deve fazer, ou se aquela atividade a pessoa ainda não deve fazer porque precisa de alguma atividade de reforço antes”, explica Janine.

A professora aponta três fatores importantes para se conseguir bons resultados na prática de atividades físicas: equipamentos e condições adequados para o exercício, alimentação e reposição de líquidos equilibradas e recuperação física — dar tempo para que o grupamento muscular trabalhado se recupere.

De acordo com Janine, também deve ser observada a questão postural na atividade física. “Se a pessoa tiver uma alteração de postura, não vai desempenhar o exercício da forma correta e ela não vai ter a noção de se corrigir, e é aí que entra o olhar do profissional”, ressalta. Por isso, ela indica prudência para não “atropelar estágios” na evolução dos treinamentos e elencar trabalhos específicos para cada caso — sem “fórmulas prontas” aplicadas como se todos tivessem rendimentos iguais.

Saiba mais

Academia, pilates, treinamento funcional, piscina para natação e pista atlética são algumas das opções de atividades físicas que a comunidade regional pode praticar na Univates. Todas as atividades desempenhadas no Complexo Esportivo da Instituição contam com o acompanhamento de profissionais da área. Antes de começar a rotina de exercícios, uma avaliação médica e física é solicitada. O objetivo é identificar a melhor forma de trabalho com o aluno.

Mais informações podem ser consultadas no site www.univates.br/esporte-e-saude.