Estudantes de Pedagogia participam de estágio no Rio de Janeiro

Postado em 15/05/2018 08h54min e atualizado em 15/05/2018 10h43min

Por Nicole Morás

A atuação do pedagogo não precisa ficar restrita às escolas. É justamente com esse viés que o curso de Pedagogia da Universidade do Vale do Taquari tem um currículo que proporciona a formação ampliada e a oportunidade de realizar estágio em espaços não formais de ensino, como o Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR).

Stéfani Taís Osterkamp, Síntia Ahlert e Andressa Klein

Divulgação

É lá que as estudantes Síntia Ahlert, Stéfani Taís Osterkamp e Andressa Lana Klein (foto) ficam até o dia 25 de maio realizando as Práticas Pedagógicas em Espaços não Escolares e Práticas Pedagógicas em Formação de Professores. Durante a realização do estágio, as estudantes irão acompanhar educadores do MAR e realizar prática.

Elas formam o segundo trio de da Univates que participa da atividade. De acordo com a professora Cláudia Horn, a visão do curso de Pedagogia também é mostrar para os estudantes uma ampliação das possibilidades de trabalho. “Existe um senso comum, uma forma naturalizada, de conceber o professor como aquele que atua em escolas. Essa é uma opção, mas existem outros tantos campos de atuação e um são os museus. Os diferentes espaços em que podem desenvolver ações educativas incluem ainda presídios e hospitais”, exemplifica ela.

Já para a professora Fabiane Olegário, o estágio também é uma oportunidade de as estudantes aplicarem o que é estudado nas disciplinas. “O curso da Univates conta com disciplinas voltadas para a formação ético-estética do acadêmico. Assim, espera-se que elas possam compartilhar conhecimentos com outras áreas, dando um olhar interdisciplinar à educação”, afirmou.

Síntia Ahlert, Fabiane Olegário, Andressa Klein, Cláudia Horn, Stéfani Taís Osterkamp e José Diaz

Ana Amélia Ritt

De acordo com as estudantes, com o estágio no museu elas terão contato com uma prática diferentes. “Com certeza aqui a gente não teria essa experiência, que irá acrescentar nas nossas futuras práticas profissionais”, declarou Andressa. Síntia acrescenta que a expectativa é adquirir uma experiência nova.

A atividade no MAR é uma possibilidade da disciplina de estágio supervisionado. Para isso, os estudantes participam de uma seleção específica. Os selecionados estudam esse espaço antes de realizarem o estágio e exploram temáticas sobre as políticas do museu, artistas que expõem no local e assuntos relacionados.

Inaugurado em março de 2013, o Museu funciona como um espaço proativo de apoio à educação. Recentemente o MAR e a Univates firmaram parceria para que o curso de Pedagogia e o grupo de pesquisas Currículo, Espaço, Movimento (CEM) possam realizar residências pedagógicas e atividades de pesquisas no local.

Pedagogia é opção no Vestibular de Inverno

O curso de Pedagogia é uma das opções do Vestibular de Inverno da Univates. O processo seletivo para o segundo semestre de 2018 recebe inscrições até o dia 5 de junho. A prova única de redação será aplicada no dia 10 de junho, no campus de Lajeado. Mais informações em www.univates.br/vestibular.

Bolsa Licenciatura

Os ingressantes dos cursos de licenciatura, Ciências Biológicas, Educação Física, História, Letras e Pedagogia, têm acesso ao Bolsa Licenciatura, no qual pagam um valor fixo de mensalidade. A nova oportunidade de pagamento da Univates pode gerar economia de até 50% no valor total do curso, dependendo da quantidade de disciplinas cursadas pelo estudante. Saiba mais aqui.

Dissertação do PPGEnsino é realizada no MAR

José Diaz realiza dissertação do PPGEnsino no MAR e conversou com as estudantes

Ana Amélia Ritt

O estudante colombiano José Romaña Diaz está realizando parte da sua dissertação no Programa de Pós-Graduação em Ensino no MAR. Na última sexta-feira, 11, ele se encontrou com as estudantes que farão estágio no MAR e com as professoras Cláudia Horn e Fabiane Olegário para apresentar informações sobre o museu. Para ele, o intuito e os esforços por ter um olhar mais amplo na formação dos pedagogos faz com que eles tenham também um olhar diferenciado em sua prática. “O museu combina de uma maneira legal arte e educação em uma experiência educativa”, afirma ele. Saiba mais aqui.