Atletas da Univates participam de campeonato mundial de ginástica na Rússia

Postado as 28/11/2018 17:45:18

Por Natália Bottoni

Divulgação


Já faz um tempo que a Isadora Uhry, de 18 anos, a Amanda Luísa Henckes, de mesma idade, o Gustavo Laureano dos Santos, de 13, e o Igor Heineck, de 14, deram os primeiros passos nas aulas da ginástica artística e de trampolim na Univates. Começou pela estrelinha, um movimento básico, conforme lembra o professor da equipe de competição de ginástica pela Univates/Imojel/Adesva, Marcos Minoru Otsuka. O crescimento do amor por essa modalidade esportiva os levaram para o Campeonato Mundial por Idades de Ginástica de Trampolim. Eles estiveram em São Petersburgo, na Rússia, entre os dias 9 e 21 de novembro.

Equipe de ginástica da Univates entre as melhores do RS

Natália Bottoni

A classificação dos quatro ocorreu a partir do Campeonato Brasileiro de Ginástica de Trampolim por Idade, que ocorreu em junho deste ano, em Ouro Preto, Minas Gerais. As meninas competiram pelo aparelho trampolim, enquanto Gustavo e Igor disputaram a prova do duplo mini. Amanda foi destaque no campeonato. Ficou em 36º lugar entre 60 atletas. “É um resultado satisfatório e representa a seriedade do projeto na Instituição”, reconhece Minoru.

Para Igor, assistir aos adversários no campeonato e se espelhar nos seus exemplos incentiva a participação em competições futuras. Isadora concorda, afirmando que a experiência proporcionou observar atletas do mundo todo e suas técnicas. Já Amanda estuda Educação Física - Bacharelado na Univates e acredita que essas experiências acrescentam na sua formação.

Os países europeus têm treinamento na área com mais frequência, e, pela curta distância entre os países, conseguem realizar esse intercâmbio de estarem em diferentes competições mais continuamente do que no Brasil. Apesar disso, o resultado demonstra que a equipe está no caminho certo. “Não é tão fácil estar em um campeonato mundial. É necessário cumprir com os requisitos, os elementos obrigatórios que demonstram a competência do atleta. Eles venceram essa etapa, o que já representa uma grande conquista”, declara o professor.

Atleta da Univates garante vaga no mundial de ginástica