Professor Sérgio Reis deixa afeto e história

Postado as 06/12/2018 13:55:34

Por Leonardo Seibel

Fernanda Scherer

O professor e jornalista Sérgio Luiz Puggina Reis faleceu na tarde da última quarta-feira, dia 5, aos 80 anos, no Complexo Santa Casa, em Porto Alegre, de insuficiência renal. Ele atuava como professor na Universidade do Vale do Taquari desde 2013, lecionando nos cursos de Comunicação Social. A Instituição se sensibiliza com o ocorrido e declara luto oficial de três dias. O velório acontece na manhã desta sexta-feira, dia 7, a partir das 9h, com cerimônia de cremação prevista para 19h, no Crematório Metropolitano (Av. Professor Oscar Pereira, 584, sala 4), em Porto Alegre.

Sérgio iniciou sua carreira nos meios de comunicação, em 1947, aos 9 anos de idade, atuando em uma rádio-novela na Rádio Farroupilha. Anos depois, em 1959, o jornalista foi um dos responsáveis pela implementação da TV no Estado do Rio Grande do Sul - a TV Piratini.

Em 1972, quando atuava na TV Difusora, Sérgio foi um dos responsáveis pela primeira transmissão de TV em cores da televisão brasileira, realizada no dia 19 de fevereiro daquele ano, durante a Festa da Uva de Caxias do Sul. O jornalista atuou ao longo de sua carreira na TV Gaúcha (atual RBS), TV Rio, TV Guaíba, Pampa, Bandeirantes, TVE e Rede Vida. Também atuou como professor de radialismo na Fundação Educacional e Cultural Padre Landell de Moura (Feplam).

Após se aposentar da televisão em 2010, motivado pela filha, Sérgio se dedicou ao mestrado e, em 2013, iniciou suas atividades como professor universitário.

A Univates, bem como os professores e alunos, se sente privilegiada por ter integrado sua trajetória e ouvido suas histórias.

Os meios de comunicação na visão de Sérgio Reis

Com mais de 60 anos de carreira, Sérgio foi fonte testemunhal do trabalho de conclusão de curso da formanda de Jornalismo Priscila Rodrigues. A partir de uma entrevista, a história do professor foi cruzada com a do rádio e da televisão, o que resultou em um documentário. Confira: