Pro_Move Lajeado é apresentado à comunidade no Teatro Univates

Postado as 29/03/2019 16:24:25

Por Natália Bottoni

Natália Bottoni

O lançamento do Pro_Move Lajeado, projeto de inovação para o município, ocorreu na noite da última quinta-feira, 28, no Teatro Univates. O momento reuniu mais de mil pessoas: a comunidade interessada em conhecer mais o projeto, entidades e representantes da tríplice hélice formada por poder público, universidade e entidades.

O Pro_Move Lajeado atua em ações voltadas à transformação de Lajeado em uma cidade inovadora e procura melhorar a qualidade de vida e o conhecimento de seus cidadãos. O projeto busca o engajamento comunitário, seja por meio de entidades, seja pelo envolvimento de munícipes interessados em contribuir para que a cidade se reinvente.

Natália Bottoni


Em sua fala, o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, recordou do programa Lajeado 2040. “Idealizado em 2017, ele buscava atender aos anseios da população para o desenvolvimento saudável do município. Agora temos duas âncoras que vão levar o projeto adiante: o Pro_Move e o Pacto Lajeado pela Paz”, explicou.

Para Caumo, o que faz uma cidade inteligente é a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e a oferta de oportunidades em várias áreas do conhecimento, levando em conta as necessidades da população local.

Hoje estamos fazendo parte de um momento histórico dentro de um projeto cuja duração é infinita. A consolidação do programa depende principalmente das nossas crianças. Aqui destaco o papel preponderante que a educação desempenha no incentivo do estudo da informática e das engenharias, enfim, de tudo o que o mundo moderno pode oferecer
Prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo

Natália Bottoni

Já o secretário estadual da Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís da Cunha Lamb, elogiou a preparação de Lajeado para o futuro, citando que “uma cidade que pensa 20 anos para frente é um exemplo. Os planejamentos de longo prazo são raros, e quem pensa nisso merece aplausos”.

Sobre o Rio Grande do Sul, Lamb afirmou que o Estado tem a segunda maior densidade de doutores no Brasil. “O que falta é a transformação da produção científica em riqueza econômica. Iniciativas como esta são bem-vindas no Estado, é preciso articulá-las para que o RS seja visto como merece. Um Estado que produz conhecimento a partir de suas universidades de alta qualidade e do conhecimento é gerador de riqueza para qualificação da vida de todos”, reconheceu. Ele também apontou que a inovação não procura apenas gerar novas tecnologias, ela tem sentido se for para qualificar a vida de todos e não só à parcela intelectual da população, deve haver uma qualificação nos serviços públicos.

Natália Bottoni

Uma das ações do Pro_Move é a Rota da Inovação, que foi apresentada pela diretora de Inovação e Sustentabilidade da Univates, doutora Simone Stülp. “A rota busca interligar tecnologia com recuperação de patrimônio. Ela pretende aprimorar os ambientes tecnológicos de Lajeado e criar um roteiro para promover o ecossistema de inovação da cidade”, garantiu. Além disso, a rota nasce como um corredor tecnológico que conecta o Parque Científico e Tecnológico do Vale do Taquari (Tecnovates) e o centro histórico de Lajeado por meio da avenida Bento Rosa. Essa avenida também margeia o rio Taquari, envolvendo inovação e sustentabilidade de forma que a cidade esteja “de frente” para o seu rio.

Para a concretização da ideia, Simone explicou que serão identificados setores de interesse, portadores de futuro, para Lajeado. O objetivo é atrair empresas intensivas em tecnologia, melhorar a infraestrutura do local e a mobilidade de pessoas e de dados para qualificar a mão de obra técnica e especializada, além da área da educação. “A Rota da Inovação é mais do que um percurso geográfico. É um conceito que interliga os agentes de inovação do município e amplia a relação da tríplice hélice”, concluiu.

Natália Bottoni

 


O vice-reitor no exercício do cargo de reitor da Univates, doutor Carlos Cândido da Silva Cyrne, afirmou que o Pro_Move Lajeado é composto de vários atores com a mesma importância. “O objetivo é fortalecer, avançar e modificar em longo prazo a atual matriz econômica da nossa região, a fim de gerar mais desenvolvimento econômico, tecnológico e social, sempre em consonância com a preservação dos recursos naturais”, assegurou.

Ainda são necessários muitos passos, avaliações criteriosas, diagnósticos e planejamento. Mais do que planos, será necessária a execução deles. É preciso persistência e comprometimento. Convidamos todos para que nos acompanhem nessa caminhada
Vice-reitor no exercício do cargo de reitor da Univates, doutor Carlos Cândido da Silva Cyrne

Pietra Darde/Prefeitura de Lajeado

 

Durante o evento, foi assinado convênio entre a Univates e a Fundação Certi, que atua no desenvolvimento de ecossistemas de inovação, para que faça o mapeamento de quatro frentes desse segmento no município de Lajeado, apresente um planejamento e aponte as áreas mais promissoras e que apresentarão melhor perspectiva de crescimento dos investimentos que serão feitos, propondo ações de implementação e desenvolvimento de um ecossistema de tecnologia e inovação no município.

Natália Bottoni

 

 

 


Para finalizar o evento, Arthur Gubert subiu ao palco e divertiu o público ao ministrar a palestra “O futuro vai ser assim”. Ele falou sobre as tendências e inovações que viu no festival mundial de inovação, tecnologia e criatividade SXSW, que ocorre anualmente em Austin, no Texas.

Eixos do Pro_Move Lajeado

O programa apresenta diferentes eixos. O Acelera é um projeto de aceleração de negócios inovadores via Tecnovates, em que serão abertos editais para pessoas e empresas proporem soluções para problemas de Lajeado. O Compete promove o apoio a empresários e a simplificação e desburocratização dos empreendimentos do município. Há também o Qualifica, que propõe uma educação empreendedora associada ao Pacto Lajeado pela Paz. Já o Inova traz a inovação a Lajeado.