Docente assume vice-presidência do Colégio Brasileiro de Reprodução Animal

Postado as 11/06/2019 08:58:01

Por Laís Pontin Matos

Divulgação

Docente da Universidade do Vale do Taquari - Univates, Ivan Cunha Bustamante Filho tornou-se vice-presidente do Colégio Brasileiro de Reprodução Animal (CBRA). A cerimônia de posse aconteceu durante o XXIII Congresso Brasileiro de Reprodução Animal, ocorrido em maio deste ano na cidade serrana de Gramado. O professor participou do evento acompanhado de uma graduanda da Instituição, que teve suas pesquisas acadêmicas premiadas, de uma mestranda e uma doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (PPGBiotec). Na ocasião, Bustamente palestrou sobre o papel de análises proteômicas na andrologia animal.

Bustamante Filho conta que, em 2015, seu nome foi indicado para compor a Diretoria do Colégio. “Na composição da chapa, buscaram pessoas do Sul do país. Minha trajetória como profissional e pesquisador na área de reprodução animal foi valorizada, mesmo eu não trabalhando em uma universidade que oferte o curso de Medicina Veterinária”.

Na Univates o docente atua no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), no PPGBiotec e no Programa de Pós-Graduação em Sistemas Ambientais Sustentáveis (PPGSAS). Há seis anos ele vem desenvolvendo pesquisas com biotecnologias aplicadas aos campos da reprodução humana e animal e da ecotoxicologia reprodutiva. O professor realiza estudos sobre assuntos diversos.

Trabalho na descrição de marcadores moleculares para identificar indivíduos com maior fertilidade. Busco, também, o desenvolvimento de biotecnologias que possam aperfeiçoar o processamento de sêmen animal, largamente utilizado na produção animal por inseminação artificial. Minhas pesquisas também contemplam a área de criopreservação seminal humana
Ivan Bustamante Filho, professor da Univates

O fato de ter sido eleito para dois cargos do Colégio Brasileiro de Reprodução Animal deixa Bustamante Filho agradecido. “É um reconhecimento do meu trabalho como pesquisador. Frequento os eventos do Colégio desde a época em que cursava a faculdade de Medicina Veterinária. Depois, como pós-graduando, participei de congressos, apresentando trabalhos no formato de pôsteres”, relembra.

O professor afirma que sua conquista reflete a excelência do corpo acadêmico da Univates. “A indicação de docentes para cargos em sociedades científicas mostra a qualidade dos educadores aqui da Universidade do Vale do Taquari - Univates. Nossa atuação nessas sociedades nos coloca no mapa, nos torna reconhecidos pelo trabalho que desempenhamos”, salienta.

Saiba mais sobre o Colégio Brasileiro de Reprodução Animal

O Colégio Brasileiro de Reprodução Animal (CBRA) foi fundado em 23 de agosto de 1974, na cidade mineira de Belo Horizonte. Trata-se de uma sociedade civil, sem fins lucrativos, que congrega profissionais de diversas profissões, atuantes nas áreas de reprodução animal básica ou aplicada.

O CBRA promove o ensino, a pesquisa, a execução e a divulgação de atividades ligadas a todos os ramos da reprodução animal. Para tanto, atua em duas frentes: na organização de eventos como o Congresso Brasileiro de Reprodução Animal e o International Symposium on Animal Biology of Reproduction e na publicação das revistas científicas Animal Reproduction e Revista Brasileira de Reprodução Animal.

PPGBiotec recebe inscrições em fluxo contínuo

Ana Amélia Ritt

O mestrado e o doutorado do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (PPGBiotec) da Universidade do Vale do Taquari - Univates recebe inscrições por meio do edital de fluxo contínuo.

De acordo com a coordenadora interina do PPGBiotec, professora Márcia Goettert, essa opção permite aos candidatos iniciarem o curso ainda em 2019. As aulas são oferecidas no regime ​presencial e regular, ocorrendo semanalmente nas sextas-feiras à noite e aos sábados pela manhã, no período de  abril a dezembro de cada ano.

As inscrições podem ser realizadas até 31 de agosto pelo site www.univates.br/ppgbiotec/processo-seletivo.

O PPGBiotec concentra-se nas áreas de Biotecnologia Agroalimentar, com linhas de pesquisa em Biotecnologia na Produção Primária de Alimentos e Biotecnologia na Produção Industrial de Alimentos, e de Biotecnologia em Saúde, com linhas de pesquisa em Detecção e Caracterização de Micro-organismos e Aspectos Moleculares em Processos Fisiopatológicos.

Mais informações podem ser obtidas no site www.univates.br/ppgbiotec ou pelo e-mail ppgbiotec@univates.br.