Copos, canudos e mexedores plásticos serão substituídos na Univates

Postado as 04/07/2019 19:35:42

Por Bruna Laís Alves

No mundo, cerca de 300 milhões de toneladas de resíduos plásticos são produzidos por ano. Esse dado corresponde ao peso de toda a população humana, praticamente. Metade dessa quantia é projetada para ser usada apenas uma vez. De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de oito milhões de toneladas de plásticos chegam aos oceanos todos os anos. A ONU alerta, ainda, que o plástico representa entre 60 e 90% do lixo do oceano. 

Se não mudarmos o nosso consumo, em 2050 teremos mais plástico que peixes nos mares do mundo todo. Esses dados são chocantes, não é mesmo? Por isso, se torna cada vez mais necessário repensar os impactos ambientais gerados pelos nossos hábitos. Por meio de atitudes mais conscientes, além de contribuir com o meio ambiente, estamos pensando no nosso futuro e no das gerações que estão por vir.

Lucas George Wendt

Preocupada com as questões ambientais, a Universidade do Vale do Taquari - Univates vem atuando em diversas ações na busca da sustentabilidade. Ao encontro disso, a Instituição decidiu implementar a substituição de copos, canudos e mexedores plásticos por materiais com menos impacto ambiental. O período de adequação ocorrerá entre os meses de julho e agosto e se aplica tanto para os setores administrativos quanto para os bares e restaurantes do campus. A medida busca, além de reduzir o consumo de plástico na Instituição, incentivar a adoção de práticas sustentáveis.

Lucas George Wendt

“Recentemente foi inaugurado o Complexo de Resíduos da Univates. O espaço foi criado para tratar e destinar corretamente o lixo gerado na Instituição. Porém, mais do que pensar no tratamento, precisamos pensar na origem do resíduo. O ideal seria que não houvesse lixo para tratar”, explica o gerente de Engenharia e Manutenção, Robledo Müller. 

As iniciativas iniciaram em 2014 com a campanha “Eu Colaboro”, quando foram espalhados cartazes nos pontos de café para incentivar a adoção do uso de xícaras. Desde lá, o consumo de copos plásticos vem reduzindo ano a ano. No final de 2018 o público interno da Univates foi presenteado com um copo de cerâmica personalizado, momento em que foram eliminados copos plásticos dos setores administrativos e áreas comuns. A medida trouxe considerável diminuição no consumo.

“O plástico traz facilidades e sabemos que a medida pode gerar desconforto. A definição é educativa. Esperamos que as pessoas tenham mais responsabilidade na geração do resíduo. Nosso objetivo é mostrar que diminuir a geração do resíduo é mais importante do que tratá-lo”, ressalta Müller. Ele conta também que no Complexo de Resíduos passará a ser feito um controle de qual resíduo é mais produzido, para, a partir disso, serem pensadas ações que tratem a origem. Segundo ele, tudo está vinculado ao consumo e a Instituição deseja promover mais controle na geração do resíduo.

Com a definição da substituição dos materiais plásticos, os estabelecimentos da Instituição foram estimulados a pensar em incentivos para quem levar seu próprio recipiente, concedendo descontos ou pontos para próximas compras no local. Os locais utilizarão ainda o que possuem de estoque e, a partir de agosto, em todo o campus haverá apenas copos e canudos de papel e mexedores de madeira. Como são biodegradáveis, esses materiais devem ser descartados como resíduos úmidos/rejeitos nas lixeiras com saco preto. A decomposição dos copos ocorre em média em 90 dias, sendo classificado como produto sustentável.

 

Você sabia?

  • - Um copo plástico leva de 50 a 400 anos para se decompor. Além disso, o material libera toxinas na nossa bebida, especialmente se ela for quente;

 

  • - Para produzir apenas um copo plástico são necessários de 500 ml a 3 litros de água. Já para lavar o copo reutilizável, precisamos de 100 a 400 ml;

 

  • - O canudinho de plástico representa 4% de todo o lixo plástico do mundo e pode levar até mil anos para se decompor no meio ambiente;

 

  • - Estima-se que 90% das espécies marinhas tenham ingerido produtos de plástico em algum momento;

 

  • - O Fórum Econômico Mundial relata a existência de 150 milhões de toneladas métricas de plásticos nos oceanos;

 

  • - Pesquisadores descobriram que a humanidade gera 275 milhões de toneladas de resíduos plásticos por ano, das quais entre 4,8 milhões e 12,7 milhões de toneladas chega aos oceanos.