Univates conta com mestrandos e doutorandos de 17 estados do Brasil

Postado as 15/01/2020 09:33:57

Por Júlia Amaral

Durante três semanas de janeiro, 67 alunos de 17 estados do Brasil estarão circulando pelo campus da Universidade do Vale do Taquari - Univates. Neste período, os pesquisadores realizam as disciplinas intensivas de um dos cinco Programas de Pós-Graduação do qual participam: Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento (PPGAD), Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (PPGBiotec), Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas (PPGECE), Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGEnsino) ou Programa de Pós-Graduação em Sistemas Ambientais Sustentáveis (PPGSAS). Acolhidos na última semana, os estudantes foram apresentados aos coordenadores dos programas, professores e reitoria, além de participarem de um tour pelo campus da Instituição.

Júlia Amaral

A Univates é uma das poucas universidades do Brasil a oferecer as disciplinas intensivas no stricto sensu. Para a Pró-Reitora de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação, Maria Madalena Dullius, esse movimento é importante pois contribui com o acesso a cursos de mestrado e doutorado de estudantes que não possuem essas possibilidades em seus estados. “Por outro lado, ter estudantes de diferentes regiões, com diferentes experiências e que vivem em diferentes contextos enriquece muito as aulas, as trocas de experiências, as discussões. Muitos desses estudantes desenvolvem as suas pesquisas nas respectivas regiões de origem, o que também contribui com o desenvolvimento destas”, salienta.

 

Do Rio de Janeiro, Rosana Lodi iniciou seu mestrado no PPGEnsino neste ano. Além dos quilômetros entre o solo gaúcho e o carioca, ela precisa também se conectar com o outro lado do Atlântico. A orientadora de Rosana é a professora parceira da Univates Susana Graça Carreira, que leciona na Universidade de Algarve, em Portugal.

Júlia Amaral

“Eu estava preocupada com a distância, mas, quando você se sente acolhido, você também se sente seguro. Já tive a minha primeira orientação, foi por videoconferência, e foi muito esclarecedora”, afirma. 

Sou formada em Pedagogia e tinha a intenção de continuar meus estudos. Na Univates eu encontrei essa possibilidade. A qualidade da docência é excelente e tem uma preocupação muito grande em estarmos utilizando muito bem o nosso tempo aqui
Rosana Lodi

A diversidade de culturas brasileiras em uma mesma sala de aula também é um dos pontos positivos destacados pelos estudantes. Além disso, para a administradora Alcineide Aguiar Pimenta, que vem de Sobral, no Ceará, a multidisciplinaridade dos professores e do programa de pós-graduação contribui para uma visão mais ampla sobre a pesquisa realizada. “No edital de seleção, eu usei um projeto que tinha pensado inicialmente para um programa de pós-graduação em administração. Mas como era na linha de sustentabilidade, ele tranquilamente se encaixou no programa da Univates. O PPGAD é construído de uma forma que abraça várias áreas”, conta. Alcineide optou pela Univates pois assim conseguiria fazer o doutorado sem precisar modificar completamente sua rotina no Ceará. Assim como Rosana, ela começou os estudos na Instituição neste semestre.

Atividades além da sala de aula

Divulgação

Para alunos do PPGAD, a primeira semana de aula foi intensa. De quarta até sexta-feira, os estudantes participaram do 1º Congresso Internacional de Ambiente e Desenvolvimento (Ciad), que discutiu questões como a interdisciplinaridade, a produção de conhecimento científico, o desenvolvimento tecnológico, a inovação e os saberes tradicionais. 

Logo após o Congresso, no sábado de manhã, os alunos partiram rumo a São José dos Ausentes. “De Lajeado até São José dos Ausentes fizemos várias paradas para o professor apresentar in loco as temáticas que integram o conteúdo da disciplina Natureza do Conhecimento Ambiental. Depois isso gerou conteúdo para escrevermos um artigo, produzido em um grupo de três integrantes”, conta Alcineide.

Inscrições abertas

O PPGAD da Univates está com inscrições abertas para 10 vagas de mestrado. O programa tem três linhas de pesquisa: Tecnologia e Ambiente; Espaço e Problemas Socioambientais; e Ecologia. Para participar da seleção, o interessado deve ser diplomado de graduação em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). As inscrições podem ser realizadas até dia 30 de abril neste link.