Inscrições abertas para intercâmbio acadêmico

Postado as 26/02/2020 15:44:07

Por Júlia Amaral

Tuane Eggers

Estudantes da Universidade do Vale do Taquari - Univates interessados em realizar intercâmbio acadêmico podem fazer sua inscrição até o dia 09 de março. São mais de 100 vagas para 23 países para estudantes da graduação, inclusive para ensino a distância, e cinco vagas, sendo quatro para Portugal e uma para Argentina, para alunos de cursos técnicos. 

Entre os critérios de seleção estão o percentual de créditos concluídos, a média geral das notas do aluno no curso, a frequência nas aulas e entrevista com representantes da DRI e o coordenador do curso. Para participar, é preciso anexar no sistema de inscrições o formulário devidamente preenchido, Curriculum Vitae, histórico disponível no Universo Univates, carta de motivação, pré-plano de estudos, cópia do passaporte e ter aprovação em teste de proficiência.

Para graduação, os destinos incluem os países: Alemanha, Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, EUA, Finlândia, França, Itália, Inglaterra, Letônia, Macau, México, Peru, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia, Suíça e Uruguai. São oferecidas quase 40 bolsas-auxílio.

“Façam o intercâmbio, invistam em vocês”

Luiza Moura Trevizan é a primeira aluna de Medicina da Univates a realizar intercâmbio. Ela conta que esse é um desejo antigo, mas que acabava sempre em segundo plano. No último semestre ela percebeu que em pouco tempo entraria na residência médica, e o sonho de estudar no exterior deveria ser adiado por mais alguns anos. “Eu poderia sim fazer intercâmbios mais tarde, mas o clima é diferente. Assim como é diferente fazer um intercâmbio durante a escola ou durante a faculdade, também seria diferente sendo profissional”.

Achei que seria de grande valor para minha formação ver um pouquinho da medicina fora do Brasil, abrir meus horizontes e ver outras formas de exercer o ofício. Agregar pontos positivos ao meu eu profissional ou determinar aqueles que definitivamente não quero para mim nem pros meus pacientes
Luiza Moura Trevizan

Divulgação

Disposta a fazer algo totalmente novo, e podendo escolher entre Portugal e Espanha, Luiza optou por viajar para onde não ficaria no conforto da língua materna. A Universitat de Lleida, em Catalunha, região da Espanha onde se fala o catalão, tornou-sua sua nova instituição de ensino desde o dia 9 de janeiro. Mesmo assim a questão do idioma não parece ser um problema. “Além da Medicina, também vou continuar fazendo aulas de catalão para tentar sortir de Catalunya parlando una mica de català”, brinca. 

“Tem muitas pessoas na medicina que também se interessam em fazer intercâmbio, mas acabam não fazendo pois acham que perderão a turma”, lembra. Mas, para Luiza, o crescimento pessoal e a maturidade adquiridos durante o tempo estudando fora do país são irreversíveis. “Sabemos que os amigos não vão nos abandonar por termos saído por seis meses, porque sabemos que o apego é recíproco”, destaca. A estudante deve retornar ao Brasil em julho.

 

Mais informações sobre intercâmbio acadêmico podem ser conferidas em www.univates.br/dri, pelo e-mail dri@univates.br ou pelo telefone (51) 3714-7019.