O momento é para ficarmos longe, mas mais unidos do que nunca

Postado as 23/03/2020 09:20:18

Por Ney José Lazzari

Mensagem do Reitor da Univates, Ney José Lazzari

Queridos amigos da Univates 

Nos próximos dias passaremos por uma das maiores crises sanitárias da história da humanidade e, certamente, a maior da nossa geração. Mas, ao mesmo tempo, a raça humana nunca esteve tão preparada e com tantas condições materiais, científicas e tecnológicas para o enfrentamento dessa situação.

Mesmo que ainda não tenhamos uma vacina, há procedimentos que nos ajudam a amenizar e a controlar de forma bastante eficaz essa guerra contra um inimigo invisível. 

Temos que alertar, no entanto, que muitos de nós poderão sofrer muito e perder entes queridos nessa batalha.

Cada um de nós é, neste momento, um guerreiro em si e por si mesmo, solitário e solidário, com a finalidade de buscar sua própria proteção e a de seus familiares.

Teremos que aprender a administrar o ritmo de nossas vidas: nossa tarefa nessa batalha consistirá em ficarmos trancados em casa, “confinados”, cuidando de nós e de nossas famílias, aproveitando para ler e refletir sobre um mundo que pode ser melhor. Um mundo que pode ser um pouco menos acelerado, um pouco menos egoísta. Agora teremos tempo para refletir sobre o que é importante, o que é de fato essencial na vida. 

Lucas George Wendt

Neste momento de solitude, nossa luta será principalmente contra o pânico, a desordem, a incerteza, os rumores, as notícias falsas e a falta de civilidade. 

Em resumo, podemos reaprender a cuidar, amar e respeitar a nós mesmos e aos outros.

Quando sairmos, com êxito, da luta contra essa pandemia, penso que vamos viver e agir de maneira diferente. Um mundo está morrendo; outro está vindo à luz. Ainda é algo novo e indefinido, mas esperamos que seja mais solidário e mais justo com todos os seres.

Um novo mundo já está sendo construído. Nada será como antes. 

A Univates e os seus trabalhadores estão fazendo a sua parte neste momento. Agora é hora de ficarmos longe uns dos outros, mas mais unidos do que nunca. Todos estamos sendo afetados. 

Parte de nós está trabalhando de casa, mantendo o que é essencial e impedindo que o vírus se alastre e circule. Parte de nós está trabalhando em situações de risco, como nossos colegas que atuam na linha de frente na área da saúde, arriscando suas vidas em hospitais ou em unidades de saúde para salvar a vida de outros. Somos um grande time, somos como um corpo com diversos órgãos fazendo as mais diferentes funções.

Teremos tempos difíceis pela frente. Não sabemos o que acontecerá. Mas estamos nos preparando e nos fortalecendo. Estamos virtualmente abraçados para enfrentarmos esses desafios. 

Estamos todos juntos!

Neste momento, a solidariedade, a serenidade e a resiliência podem fazer toda a diferença para o que ficar após essa crise. É isto o que queremos: sair disso com a certeza de que fizemos tudo que podíamos, de que protegemos uns aos outros, de que seremos melhores e mais fortes depois que tudo isso passar.

O que temos feito por nossa comunidade

  • Nossos incansáveis professores estão adaptando suas aulas para que nossos alunos continuem estudando e para que a Univates não pare. Nossos estudantes também estão dando seu melhor nesse desafio;
  •  
  • A maior parte dos nossos colegas técnico-administrativos teve que aprender, de um dia para o outro, a adaptar suas atividades para home office. Juntos estão aprendendo uma nova forma de trabalhar, utilizando diversas ferramentas e dando todo o suporte para que tudo continue funcionando;

  •  
  • Nossos laboratórios estão diluindo álcool para 70º, que está sendo doado para a Prefeitura de Lajeado, hospitais, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, unidades de saúde etc.;

  •  
  • A Univates colocou à disposição das autoridades de saúde seus profissionais, espaços físicos, clínicas, laboratórios etc.;

  •  
  • Nossa comunicação está produzindo conteúdos para disseminar boas práticas, dicas de prevenção e tranquilidade a comunidade;

  •  
  • Nossa rádio, nossa TV e nossos canais, como redes sociais e sites, estão divulgando informações, conteúdos de qualidade e ajudando as pessoas a se acalmarem; 

  •  
  • Nossos professores e alunos do curso de Design de Moda estão costurando jalecos de TNT para doar para a Prefeitura de Lajeado e para unidades de saúde (mais de 1.300 neste momento);

Elise Bozzetto

  • Nosso call center já foi readaptado e está à disposição da rede de saúde para ajudar no que for preciso com o auxílio de nossos estudantes da área da saúde;

  •  
  • Nosso setor de Compras está auxiliando a rede de saúde do município, o Hospital Bruno Born e outros a entrar em contato com fornecedores;

  •  
  • Nosso pessoal do Complexo Esportivo está produzindo vídeos para ajudar nossa comunidade a se manter ativa em casa;
  •  
  • Um grupo de psicólogos da Univates (professores e técnico-administrativos) está montando uma rede de apoio para ajudar a comunidade neste momento de ansiedade e insegurança;

  • Participação ativa de profissionais da Univates no Grupo de Contingência e Acompanhamento do Coronavírus - Lajeado, com reuniões diárias às 7h30min;

  •  
  • Nosso Núcleo de Tecnologia da Informação está viabilizando inúmeras reuniões e encontros virtuais, inclusive para as autoridades sanitárias da cidade e para o Grupo de Contingência e Acompanhamento do Coronavírus - Lajeado; 

  •  
  • Nossos laboratórios estão a postos e a serviço das autoridades de saúde para detectar o coronavírus. Já foram encomendados kits para mais de 4.500 testes (devem chegar nos próximos dias);

  •  
  • Já temos uma lista de mais de 80 voluntários da área da saúde que poderão ser chamados para suprir vagas e desfalques em unidades de saúde

E o que mais ainda podemos fazer?

  • Ficar em casa… ficar em casa… ficar em casa;

  •  
  • Auxiliar nossos colegas da área da saúde que estão na linha de frente com nosso carinho e nossa empatia (um e-mail ou uma mensagem de apoio no WhatsApp pode ser confortador);

  •  
  • Manter a calma, a civilidade e a positividade;

  •  
  • Não repassar informações que possam gerar pânico ou que possam ser fake news; 

  •  
  • Se você quer contribuir de alguma forma ou se você sente que pode fazer algo para ajudar a comunidade, entre em contato conosco. Podemos pensar juntos. Sugira o que podemos fazer.

 

 

Serenidade a todos. Que em breve possamos nos dar um abraço presencial e contabilizar tudo que aprendemos e o quanto crescemos enquanto humanidade.