Artigo sobre análise do mercado cervejeiro no Estado é publicado em uma das maiores revistas de administração da América Latina

Postado as 27/03/2020 09:41:32

Por Júlia Amaral

O artigo resultante do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Guilherme Fell, diplomado em Comércio Exterior pela Univates, produzido com a orientação do professor Marlon Dalmoro, faz a análise da relação entre o mercado artesanal e o massificado das cervejarias. Intitulado “Dimensões artesanal e massificada na construção do mercado cervejeiro”, o artigo foi recentemente publicado na Revista de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), uma das principais revistas da área de administração da América Latina, avaliada com Qualis A2 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Para o estudo, Guilherme entrevistou 11 pessoas que ocupam diferentes posições no mercado cervejeiro: consumidores, empresários do ramo, jurados de concursos cervejeiros, donos de fábricas e donos de cervejarias. Por meio dos resultados da pesquisa percebeu-se que a demanda de consumo de cervejas de maior qualidade começou a partir do momento da compra de diversas microcervejarias pela Ambev, nos anos 1990. Conforme Fell, com o fechamento das pequenas cervejarias artesanais na época, o consumidor sentiu carência de produtos de maior qualidade e começou a produzir sua própria cerveja, dando início ao movimento cervejeiro rio-grandense. “Foi a própria Ambev que acabou criando essa demanda dos consumidores”, aponta.

A análise inicia neste momento, em 1990, e segue até a nova compra de microcervejarias pela Ambev, já nos dias atuais, que novamente modificou o panorama do mercado. Desta vez a empresa manteve as microcervejarias produzindo de forma artesanal, o que fez com que o valor das cervejas artesanais na gôndola do mercado diminuísse significativamente. Isso deixou duas opções para as microcervejarias: produzir com um custo menor, com menos qualidade, ou produzir uma cerveja com mais qualidade e com custo maior, criando um novo segmento dentro do mercado artesanal, a cerveja premium. “A Ambev acaba fomentando o mercado cervejeiro, porque acabou deixando o preço mais acessível. O consumidor que não podia comprar uma cerveja artesanal antes agora vai comprar. Ele vai se interessando pela cerveja artesanal, desenvolvendo o paladar, e as microcervejarias também lucram com isso porque esses consumidores acabam comprando os seus produtos também”, explica Fell.

O artigo foi submetido para publicação ainda em 2018, alguns meses depois da formatura de Guilherme. Por ser tratar de uma revista com alta exigência, o processo de avaliação é demorado, mas, para Guilherme, também é muito satisfatório. “Ver meu esforço reconhecido por uma revista desse porte é uma grande honra. O professor Marlon sempre me incentivou, me instigou e acreditou no meu potencial”, revela o diplomado.