Dois atletas da Adesva/Univates integram grupo de treinos virtuais da Confederação de Ginástica/CBG

Postado as 19/05/2020 17:05:21

Por Simone Rockembach

A pandemia do Coronavírus e as medidas de isolamento social impactaram na rotina de treinos dos atletas. Mas uma iniciativa da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) tem proporcionado uma nova experiência aos esportistas, que através de treinamento virtual reúne 24 ginastas de trampolim do Brasil para atividades conjuntas durante uma hora e meia por dia.

E entre eles estão dois atletas da Associação Desportiva e Cultural dos Vales (Adesva)/Univates: Igor Ouriques e Isadora Uhry. Além deles, também o técnico Marcos Minoru Otsuka, que acompanha junto com mais 10 colegas técnicos o desempenho on-line da turma. Os três foram convidados pela CBG, representam o Rio Grande do Sul e são os únicos ginastas além do eixo Minas Gerais e Rio de Janeiro. “Estou muito feliz por estarmos com a elite do Brasil”, resume Otsuka. Ele salienta a importância da chancela da CBG, fazendo com que o trabalho se torne ainda mais sério do que já é, com nível de excelência. “Nossa Adesva/Univates está crescendo a cada dia, e poder fazer parte desse grupo mostra que o caminho tomado tá sendo muito legal”.

O objetivo da CGB é que as ações contribuam para a constante evolução da modalidade. “Queremos seguir desenvolvendo as atuais e futuras gerações da ginástica brasileira com excelência”, destaca a presidente Maria Luciene Cacho Resende. O modelo adotado busca mobilizar, instruir e ajudar a minimizar os problemas físicos e técnicos gerados aos ginastas durante essa pausa no trabalho.

Apesar de praticarem em casa, Igor e Isadora estão sem o espaço tradicional de treinos da Univates e valorizam a oportunidade. “Como não podemos treinar nos ginásios, é uma maneira de a gente se organizar, de nossos treinadores poderem auxiliar, mesmo de longe”, avalia Igor. Ele também observa que está sendo uma grande oportunidade de conhecer outros tipos de treinamento

Para Isadora, é essencial a rotina de atividades com planejamento e acompanhamento de profissionais muito preparados. “É um trabalho incrível, que terá um ótimo retorno lá na frente, quando tudo voltar ao normal. Tenho certeza que voltaremos da melhor forma possível e daremos continuidade aos treinamentos com muito êxito”. Em 2019, ambos participaram de competições nacionais e no exterior, sendo que Isadora conquistou medalha de ouro no Sul-americano e Igor garantiu a 36ª colocação no mundial disputado no Japão.

Os atletas da Adesva/Univates integram o projeto Voando Alto e são financiados pelo Pró-Esporte RS. O projeto é viabilizado com o patrocínio da Univates, Alibem, Andrea Feine, Color Tintas, Lajeaço, Lely Center Milkparts e Vale Log.