Ao completar 5 anos, curso de Odontologia forma sua primeira turma

Postado as 02/07/2020 14:53:29

Por Vinicius Mallmann

Com início das atividades em 2015, o curso de Odontologia da Universidade do Vale do Taquari - Univates está completando, no mês de julho, seus primeiros 5 anos. Como comemoração, está sendo preparado o lançamento do livro “Experiências Exitosas e Inovadoras na Formação em Odontologia da Univates”, que registra a história do curso, desde a sua concepção até os dias atuais, que culmina na entrega do diploma aos primeiros cirurgiões-dentistas formados pela Univates.

Tendo como um de seus principais diferenciais as metodologias ativas de ensino e de aprendizagem propostas no currículo, o curso promove, desde os semestres iniciais, o contato direto entre os estudantes e pacientes. Isso ocorre por meio da Clínica Universitária Regional de Educação e Saúde (Cures) e se estende em ações nas escolas da região do Vale do Taquari, nos conselhos municipais de saúde, nas unidades de saúde, no Centro de Especialidades Odontológicas de Lajeado, entre outras instituições.

Foto de arquivo/2018

Tuane Eggers

Além disso, o curso conta com a Clínica de Odontologia Ampliada, que está instalada no Prédio 18 da Univates e presta serviços para a comunidade.

(Foto de arquivo/2018)

Conforme o coordenador do curso, professor Maurício Fernando Nunes Teixeira, toda a estrutura curricular foi pensada a fim de capacitar o estudante para qualquer situação que ele possa vivenciar como profissional da área.

Utilizamos um sistema de avaliação tridimensional que procura verificar a construção das competências previstas por meio das habilidades elencadas pelos objetivos educacionais. Ao longo do curso buscamos instigar o estudante a desenvolver o espírito crítico para facilitar a inserção no mercado em atividades que vão além do trabalho tradicional do cirurgião-dentista
Coordenador do curso, professor Maurício Fernando Nunes Teixeira

Maurício destaca a que o mercado de trabalho no Brasil é muito amplo para os profissionais da Odontologia. “O mercado de trabalho na Odontologia é paradoxal. O Brasil é o país com o maior número absoluto de dentistas do mundo e, ao mesmo tempo, o quadro de saúde bucal geral da população é muito complicado, com muitas necessidades em aberto”, relata.

Curso entrega diploma aos primeiros formandos

Com a comemoração do aniversário, o curso forma, no fim deste semestre, sua primeira turma. Ao longo dos últimos 5 anos, 15 estudantes escolheram a Univates para realizar o sonho de se tornarem cirurgiões-dentistas.

Acervo pessoal

Camilla Cristina Capponi

Camilla Cristina Capponi

Um dos formandos é Camilla Cristina Capponi. Residente na cidade de Guaporé, a estudante conta que escolheu a Univates para dar seguimento ao seu sonho. “Há 5 anos, quando buscava retomar meus estudos na área odontológica, pude conhecer e compreender a dimensão da nova proposta de ensino e de aprendizagem que a Univates estava propondo no curso de Odontologia. Mesmo formando apenas a sua primeira turma, é notório o impacto do curso no cenário atual da educação e da saúde”, salienta a estudante.

Ao contar os momentos que mais marcaram a estudante, Camilla é direta. “Sem sombra de dúvida, as experiências e as trocas que vivenciei ao longo da minha vida acadêmica foram muito marcantes, com ênfase nas atividades de estágio realizadas nos espaços da Univates e na rede municipal de saúde. Cursei uma graduação que me permitiu estar desde o princípio em contato com a comunidade e com os diferentes serviços oferecidos às pessoas, configurando-se como uma potente imersão na dimensão psicossocial que envolve as relações humanas e o processo de saúde e doença”, destaca.

Por fim, a acadêmica conta que, por conta da graduação, mudou os planos de sua vida profissional. “Venho de uma família com pai cirurgião-dentista que atua em consultório privado. Sempre tive interesse em instalar uma clínica privada com ele, um espaço familiar e integrado. Porém, desde muito nova estabeleci uma rotina intensa de estudos, que vejo como fundamental para a consolidação de outro grande desejo: atuar em um serviço público de saúde. Hoje vejo que a forma como projeto meu futuro foi fortemente influenciada pela minha graduação. Diferente do que pensava há 5 anos, agora não consigo me imaginar atuando de forma individual, pois compreendo o impacto positivo do trabalho em equipe e interdisciplinar”, finaliza. 

Além de Camilla, os estudantes Bruno Eduardo Bandeira da Silva, Camila Eidelwein, Camila Palagi Horst, Carla Moretto, Dion Xavier, Eduarda Ariotti, Felipe Berwanger, Fernanda Trevisol, Iuri Souza, João Pedro da Silveira, Julia Cardoso, Katia Schuh, Maria Eduarda Andrade e Rafaela Scheibler também irão receber o diploma no fim deste semestre.

História relatada em livro

Uma das formas de comemorar os primeiros 5 anos e apresentar para a comunidade a maneira como foi planejada toda a estrutura curricular do curso de Odontologia da Univates foi escrever um livro. Intitulada “Experiências Exitosas e Inovadoras na Formação em Odontologia da Univates”, a obra apresenta uma série de textos autorais produzidos por pessoas que participaram da construção do curso de Odontologia da Univates. São 49 autores: 21 estudantes, 6 professores que passaram pelo curso e 19 componentes do atual corpo docente, além de dois cirurgiões-dentistas e um empresário que produz equipamentos odontológicos. Conforme a organizadora da obra, professora Magali Grave, a idéia contar a trajetória de criação do curso.

“A ideia de escrever o livro veio do professor Maurício Teixeira, com o intuito de registrar a história de criação do curso de Odontologia da Univates. O livro traz relatos das pessoas envolvidas com o curso, no que diz respeito ao seu caráter inovador e diferenciado a partir da matriz curricular modular integrada e do uso de metodologias ativas de ensino e de aprendizagem
Professora Magali Grave, organizadora do livro

Magali conta que, em razão da pandemia de Covid-19, o lançamento do livro precisou ser adaptado “Pensamos em fazer o lançamento virtual, com a ideia de um sarau solidário, para que toda a comunidade participasse. Com o valor arrecadado, vamos comprar cestas básicas que serão doadas para pessoas em situação de vulnerabilidade social”, finaliza a professora.