Pietra Darde

Univates está finalizando projeto de digitalização do Arquivo Histórico Municipal da Prefeitura de Lajeado

Postado as 07/08/2020 10:33:31

Por Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Lajeado

Mais um passo importante para a preservação da cultura e história de Lajeado e região está sendo realizado. Desde o início do ano, o projeto da Prefeitura de Lajeado, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), intitulado de “Salvaguarda do Patrimônio Documental Histórico de Lajeado”, está transformando parte do acervo do Arquivo Histórico Municipal em arquivos digitais para serem disponibilizados no site da prefeitura. Conforme o último levantamento feito pela equipe responsável pela execução, já foram digitalizados 434 exemplares do total de 508 contemplados pelo edital do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. 

O projeto consiste na digitalização e disponibilização de parte do acervo do Arquivo Histórico de forma virtual, com o objetivo de divulgar, facilitar o acesso a documentos e informações e garantir o direito de cidadãos, pesquisadores acadêmicos e estudantes da memória histórica regional. Além disso, busca preservar os documentos originais das ação do tempo e de atos que possam danificá-los.

Para a digitalização, foram selecionados os documentos mais acessados e que necessitam de digitalização para preservar sua integridade física.

O trabalho está sendo realizado pela equipe do Centro de Memória, Documentação e Pesquisa do Museu de Ciências da Univates (CMDPU). De acordo com a historiadora e supervisora do CMDPU, Patricia Schneider, cada documento é fotografado e passa por um processo de edição, no qual os profissionais fazem os ajustes e recortes necessários, além de nomearem o arquivo e organizarem a sequência do documento. A última etapa é a transformação do arquivo para um arquivo de leitura PDF, que respeita o código de identificação de cada documento, que deve ser o mesmo em toda documentação.  

Patrícia explica que, para fotografar, os arquivos impressos com dimensões menores são colocados sobre uma mesa, sempre limpa e com base de suporte em toda sua dimensão. Já os exemplares maiores devem ser colocados no chão, com papel neutro para protegê-los do contato com o solo. 

Para Patrícia, este trabalho é importante para que a comunidade tenha acesso a memória coletiva de forma fácil e preservada. "Realizar um trabalho como este permite que o Patrimônio Histórico local e regional seja legado ao futuro, e o mais importante, acessado. O acesso às fontes é garantia de transparência e confiabilidade, principalmente para pesquisas que buscam contar e recontar a história. Essas fontes tem valor incalculável para o conhecimento e as escolhas do passado que nos trouxeram ao tempo presente", diz. 

Pietra Darde

O que está sendo digitalizado

Conforme o levantamento feito pelo CMDPU, de janeiro a maio foram digitalizados 183 Livros Códice, totalizando 18.710 páginas. Os documentos abrangem todas as localidades que faziam parte do município de Lajeado, entre os anos 1891 e 1912. Destes, a maioria - 128 exemplares - estão relacionados com eleições, como por exemplo, documentos de alistamento, qualificação, lista de chamada, assinatura dos eleitores e ata de trabalhos eleitorais.

Por sua vez, os impressos somaram 251 itens, totalizando 18.464 páginas. O período abrangido pelos documentos é entre 1890 e 1996, e estão divididos em diversos assuntos, como hinos, legislação, contas bancárias, relatório diversos, entre outros.

Neste momento, a equipe está trabalhando na digitalização do acervo da mapoteca, que integra croquis, levantamentos fotográficos, mapas e plantas.

Para que o processo continue, também estão previstas oficinas de capacitação que serão voltadas a servidores municipais e integrantes de entidades culturais, artistas em geral, membros das associações de bairros, professores, estudantes de história e arquitetura e demais interessados. Ainda não há data definida para o início da atividade. A ideia é tornar essas pessoas agentes multiplicadores deste conhecimento nas suas comunidades e para que deem continuidade ao processo, já que não será realizada a digitalização de todo o acervo dentro deste projeto.

Pietra Darde

Saiba mais sobre o projeto

O projeto intitulado "Salvaguarda do Patrimônio Documental Histórico de Lajeado” recebeu R$ 50.000,00 depois de ser um dos 16 selecionados pelo edital de concurso FAC Educação Patrimonial do Governo do Estado. O edital foi elaborado pela Secretaria de Estado da Cultura (SEDAC), por meio do Sistema Estadual Unificado de Apoio e Fomento às Atividades Culturais - Pró Cultura RS, com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (IPHAE) e do Colegiado Setorial de Memória e Patrimônio. O município de Lajeado investiu o valor de R$ 21.500,00 de contrapartida.

O projeto teve início em 28 de janeiro, quando a equipe da Univates retirou os documentos originais no Arquivo Histórico para iniciar o processo de digitalização. Saiba mais aqui.

Saiba mais sobre o Arquivo Histórico

O Arquivo Histórico Municipal foi criado pelo Decreto 4.523 de 12 de janeiro de 1995. Desde 1996, o Arquivo localiza-se junto à Biblioteca Pública Municipal. O Arquivo possui em seu acervo documentação avulsa (requerimentos, ofícios, cartas e outros), acervo iconográfico (fotos avulsas e álbuns), mapoteca (croquis, plantas e mapas), impressos (legislação e relatórios – Federal, Estadual, Municipal), biblioteca especializada (alta especialização na área da história, matemática, religião, obras em língua alemã e outras), e Códices (livros manuscritos), que compreende o período relativo ao final do século XIX até o século XX. 

Pietra Darde

Pietra Darde

Pietra Darde

Pietra Darde

Pietra Darde

Pietra Darde

Pietra Darde