Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

Rubroscirus grilloi

Wurlitzer & Ferla

Duas novas espécies de ácaros são nomeadas em homenagem a ex-professores da Univates

Postado as 16/09/2021 09:35:17

Por Lucas George Wendt e Nicole Morás

Em reconhecimento à trajetória de dois ex-professores da Universidade do Vale do Taquari - Univates, o Laboratório de Acarologia (Labacari) nomeou duas novas espécies de ácaros em homenagem a Raul Stoll e Hamilton Grillo. A apresentação dos nomes das espécies ocorreu na noite da sexta-feira, 3 de setembro, em evento realizado no Parque Científico e Tecnológico do Vale do Taquari - Tecnovates.

As espécies Lupaeus stolli e Rubroscirus grilloi foram identificadas, sendo Lupaeus stolli coletada em Garopaba, Santa Catarina, e Rubroscirus grilloi em Mormaço, Rio Grande do Sul. O epíteto específico “stolli” faz referência a Stoll, enquanto que “grilloi” se refere a Grillo. Epítetos podem ser substantivos, adjetivos ou expressões que se associam a um nome para qualificá-lo. No caso da taxonomia, são usados para designar a espécie ou gênero de um vegetal ou animal. 

Lupaeus stolli

Wurlitzer & Ferla

As espécies foram coletadas por Wesley Borges Wurlitzer, graduando de Ciências Biológicas na Univates, o responsável principal pela publicação do artigo que apresenta as espécies. Os dois novos ácaros foram apresentados à comunidade científica internacional no artigo “New species of the genera Lupaeus and Rubroscirus (Acari: Cunaxidae) from Southern Brazil”, publicado na revista Systematic and Applied Acarology, de autoria de Wurlitzer em parceria com os professores Liana Johann, Noeli Juarez Ferla e Guilherme Liberato da Silva. 

O estudante foi o responsável pela homenagem aos ex-professores Stoll e Grillo. “Quando identificamos uma espécie e atribuímos ao nome dela uma referência a alguém, essa informação gera reconhecimento internacional. Como a família de ácaros à qual pertencem as duas novas espécies descritas tem registros em todo o mundo, ou seja, é cosmopolita, outros pesquisadores de qualquer parte do mundo que estejam trabalhando podem solicitar mais detalhes e ter contato com o nome”, aponta. E isso já aconteceu. “Na mesma tarde em que o artigo foi publicado, dois pesquisadores, um africano e outro iraniano, já fizeram contato conosco”, detalha. “Com a homenagem, esses nomes ficarão eternizados na literatura científica daqui em diante”, complementa Wurlitzer. 

O coordenador do Labacari, professor Noeli Juarez Ferla, descreve que a equipe se sente honrada em poder prestar esta homenagem a profissionais que exerceram seu papel de maneira exemplar. “Ao homenagear os professores, seus nomes fazem parte da história científica, sendo lembrados sempre que alguém encontrar as referidas espécies. Essas espécies serão citadas por autores internacionais em artigos dessa área de conhecimento. Cabe lembrar e destacar que tudo isso aconteceu devido à dedicação do acadêmico do curso de biologia Wesley Wurlitzer, que, como autor, sugeriu esta homenagem”. 

Wurlitzer & Ferla

Rubroscirus grilloi

Rubroscirus grilloi



Descrição de espécies

Wurlitzer afirma que conhecer a biodiversidade e catalogar espécies que ainda não foram identificadas são a base do conhecimento sobre a natureza. “Isso demonstra a riqueza da vida. Outra questão muito importante relacionada ao trabalho de descrição é reconhecer os hábitos e a importância dessa espécie para o meio. A descrição é o que dá start para outros trabalhos com o objetivo de conhecer melhor o organismo”, explica.

No caso dos ácaros Lupaeus stolli e Rubroscirus grilloi, ambos são espécies predadoras. “Reconhecemos os hábitos da espécie a partir da comparação com o que a literatura científica descreve. Outros trabalhos podem ser feitos para identificar, por exemplo, o potencial de predação que esses ácaros têm sobre outros organismos. Com a descrição, é aberto um leque de outras possibilidades de trabalhos científicos. É uma resposta que leva a mais perguntas”, emenda o acadêmico. 

Raul Stoll

Nicole Morás

Raul Roberto Stoll 

Stoll foi professor na Univates por 29 anos, de março de 1985 a março de 2014. É graduado em Ciências Biológicas - licenciatura plena pela Unisinos (1977), especialista em Ecologia e Problemática Ambiental também pela Unisinos (1980) e mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) (1994). Foi professor do Colégio Evangélico Martin Luther, de Estrela, e do Colégio Agrícola Teutônia de março de 1974 a dezembro de 1984. 

Na Univates, dividiu sua atuação principalmente na função de gestão universitária e na docência no curso de Ciências Biológicas, e outros, no período de março de 1985 até abril de 2014. Foi chefe do Departamento de Ciências Exatas e Biológicas (1985-1987; 1999-2001), diretor da Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Alto Taquari (1987-1990), gestor do Polo de Modernização Tecnológica do Vale do Taquari (1985-1998), coordenador do curso de pós-graduação em Biologia com Ênfase em Planejamento e Gestão Ambiental (1998-1999), coordenador do curso de graduação em Ciências Biológicas (1999-2004) e diretor do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (2005-2009). Também integrou a Comissão Interna de Avaliação, a Comissão Própria de Avaliação, foi representante da Câmara de Comunicação e Marketing e coordenador de laboratório. 

“Fiquei muito honrado e feliz”, declara Stoll sobre a homenagem. “Feliz por ver a biologia contribuindo para o verdadeiro papel de uma universidade: expandir e produzir novos conhecimentos por meio do ensino e da pesquisa científica”, revela. “Nesse sentido, a área da acarologia na Univates, capitaneada pelo professor Ferla, vem se destacando e sendo referência entre os melhores centros de pesquisa da área dentro e fora do Brasil. Ter participado e ser lembrado como parte do processo de construção e solidificação do ensino e da pesquisa na Instituição é muito gratificante”, finaliza Stoll.

Tuane Eggers

Hamilton Grillo

Hamilton César Zanardi Grillo

Grillo foi professor na Univates por 29 anos, de março de 1989 a agosto de 2018.

Grillo é graduado em Ciências Biológicas pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) (1985) e mestre em Biologia Animal pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) (1999). Tem experiência na área de ecologia, atuando, principalmente, nos seguintes temas: ecologia e biologia de vertebrados com ênfase em morcegos e aves. Na Univates, atuou como professor dos cursos de Ciências Biológicas e de áreas afins. 

“Na Biologia, especialmente na área específica da zoologia, ser agraciado com seu nome associado à nomenclatura científica de uma espécie recém-descoberta é uma grande honra”, revela Grillo. “É uma homenagem e tanto. Assim, a denominação dessa nova espécie de ácaro como Rubroscirus grilloi materializa o reconhecimento de minha contribuição à área da biologia na Univates. Agradeço demais ao Juarez Ferla e ao acadêmico Wesley Wurlitzer por esta homenagem e, por meio deles, a todos meus ex-alunos, ex-bolsistas e ex-colegas”, completa. 

O Laboratório de Acarologia

O Labacari foi criado em 2003 pelo professor doutor Noeli Juarez Ferla, estando atualmente instalado no Prédio 21 da Univates, como parte da estrutura de pesquisa do Tecnovates. Ele é vinculado ao curso de Ciências Biológicas e aos Programas de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento (PPGAD), em Biotecnologia (PPGBiotec) e em Sistemas Ambientais Sustentáveis (PPGSAS). Saiba mais sobre a ciência da descrição das espécies clicando aqui.