Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

Abertas as inscrições para o mestrado do PPGCM da Univates

Postado as 07/10/2021 13:22:41

Por Kástenes Casali

O mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas (PPGCM) da Universidade do Vale do Taquari - Univates recebe inscrições de forma on-line até o dia 26 de novembro. São oferecidas 20 vagas. Para efetivar a inscrição, os candidatos deverão pagar taxa no valor de R$ 100,00.   

As aulas do PPGCM iniciam em março de 2022. O curso tem duração máxima de 24 meses, com encontros que acontecem nas sextas-feiras à noite e sábados de manhã. 

Os candidatos selecionados no processo seletivo devem apresentar cópia autenticada do diploma de graduação, Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), histórico escolar da graduação, certidão de nascimento ou de casamento e comprovante de pagamento da taxa de inscrição. A seleção para as vagas consiste na análise do currículo Lattes e em uma entrevista por videoconferência. Para conferir o edital completo, acesse o site.  

Mais informações sobre o curso podem ser obtidas pelo e-mail ppgcm@univates.br ou pelo telefone (51) 3714-7000, ramal 5520. 

Elise Bozzetto

O que é o mestrado do PPGCM?

O mestrado do PPGCM objetiva desenvolver e divulgar pesquisas voltadas às áreas da medicina e biomedicina. As áreas de concentração envolvem epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento de doenças, incluindo os transtornos do comportamento. Os estudos também auxiliam no diagnóstico, prognóstico e tratamento de doenças negligenciadas e infecciosas. As linhas de pesquisa do programa contemplam três eixos da medicina translacional: bioinformática, prática clínica e molecular celular.

O PPGCM forma profissionais capazes de aplicar conhecimentos teórico-práticos, a fim de incentivar a inovação e o desenvolvimento em saúde nos âmbitos regional, estadual e nacional. Os profissionais formados estarão aptos nas áreas de pesquisa, ensino e extensão, com compreensão a partir da perspectiva translacional das condições de saúde-doença.