Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

Univates esteve representada em Brasília em esforço para pagamento de bolsas de licenciatura

Postado as 27/10/2021 10:16:46

Por Lucas George Wendt e CCS/Capes

Divulgação


Na última sexta-feira, 22, a coordenadora institucional do Programa de Residência Pedagógica da Universidade do Vale do Taquari - Univates, Cristiane Antonia Hauschild Johann, esteve em Brasília, no Distrito Federal, engajada no esforço nacional para o pagamento de bolsas de licenciatura a estudantes de todo o Brasil. 

Naiara Demarco/CCS Capes

 

Cristiane faz parte da diretoria do Fórum Nacional de Coordenadores Institucionais dos Programas Institucionais de Bolsas de Iniciação à Docência e de Residência Pedagógica (Forpibid-RP) e esteve em Brasília com Nilson Cardoso, presidente do Forpibid-RP. Cerca de 70 mil bolsas estão em atraso desde o início de outubro.  

Os dois tiveram agenda com a presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Dra. Cláudia Queda de Toledo. O esforço das entidades é para que seja votado e liberado no Congresso Nacional um projeto de lei que destina R$ 43 milhões para a concessão dos auxílios para a Educação Básica da Capes, dentre eles, os programas Pibid e Residência Pedagógica. 

“Os encontros em Brasília foram muito bons”, destaca Cristiane. “Nossa ida foi importante. Encontramo-nos com parlamentares e com a presidência da Capes e estamos na expectativa da aprovação do Projeto de Lei Nacional (PLN) nº 17/21, que vai recompor o valor da rubrica que garante o pagamento das bolsas do Pibid e da RP”, explica a docente. “Conversamos com a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização, do Congresso Nacional, por meio da assessoria do relator, e com a presidente da Comissão. Após a aprovação no Congresso Nacional, o PLN precisa ser aprovado pelo Presidente da República e, aí, sim, o pagamento será realizado”, detalha a professora. 

Uma carta entregue aos parlamentares conclama “aos membros da Comissão Mista do Orçamento, bem como a todo o plenário do Congresso Nacional, a se manifestarem pela imediata inserção nas pautas da CMO e do CN, além de declararem apoio a essa reivindicação, pois milhares de bolsistas necessitam e dependem dessa bolsa para garantir a sua permanência nos estudos”, destaca o documento. A matéria será votada nesta quarta-feira, 27 de outubro.  

Participação da Univates 

Cristiane observa que a Univates tem se inserido nas discussões nacionais em torno de temas das políticas públicas relacionadas à formação de professores. “Estamos envolvidos em diversos movimentos e constantemente buscando alternativas para promover a formação e a qualificação dos futuros profissionais. Programas como o Pibid e a RP também qualificam a Educação Básica do Brasil - o desenho pedagógico desses programas é o grande diferencial, juntamente com a escola básica como coformadora”, complementa a professora.